Romance policial

O melhor da literatura policial

Quem nunca virou uma noite lendo “só mais um capítulo” de uma aventura policial que siga as pistas e tire suas próprias conclusões: o crime não foi bem planejado, o detetive não tinha charme e perspicácia suficientes, faltou surpresa à trama, o cenário não ajudou… Elementar, caro leitor! Não é fácil honrar a tradição de um Sherlock Holmes ou de um Poirot. Mas nem só de glórias passadas vivem as histórias de detetives. Autores como os irlandeses Tana French e Benjamin Black, este último pseudônimo do premiado John Banville; a brasileira Patrícia Melo; e o britânico Robert Galbraith, pseudônimo de ninguém menos que a autora de Harry Potter, J. K. Rowling, se filiam ao melhor da literatura policial com tipos muito próprios e tramas de traços inegavelmente contemporâneos. Renda-se a eles antes do próximo crime.

 

Livros