Três Marujos Perdidos no Mar

Três Marujos Perdidos no Mar

Coleção Foxcraft

Autor: ALBERTO MAGALHÃES

Preço: R$ 24,00

144 pp. | 14x20 cm

ISBN: 9788561384937

Assuntos: Juvenil, Rocco Jovens Leitores

Selo: Rocco Jovens Leitores

Disponível em e-book

Preço: R$ 16,50

E-ISBN: 978-85-81221-78-6

Outubro de 1492. Cristóvão Colombo viaja pelo oceano Atlântico a fim de atingir as Índias, comprovando assim que a Terra é uma esfera. O resultado desta expedição já conhecemos: a descoberta da América. Alguns anos mais tarde, em maio de 1498, Vasco da Gama chega a Calicute e estabelece a Rota do Cabo, abrindo em definitivo o caminho dos europeus para as especiarias indianas. Pouco tempo depois, em abril de 1500, Pedro Álvares Cabral repete o percurso de seu conterrâneo, mas acaba se afastando da rota, descobrindo o que hoje chamamos de Brasil. Grandes navegadores, sim, mas que, com certeza, não eram Três marujos perdidos no mar – este é o título do livro do escritor, ator e palhaço Alberto Magalhães, um dos fundadores da Intrépida Trupe e diretor do grupo Irmãos Brothers, que a Rocco Jovens Leitores apresenta para a garotada.

Em pleno século XV, Colombo, Vasco e Cabral singraram águas desconhecidas e entraram para a história da humanidade como desbravadores de novas rotas – e mundos! Eles mal poderiam imaginar, porém, que, na mesma época, três marujos trapalhões – Lelé, Pancada e Biruta – se aventuravam também “por mares nunca dantes navegados”, na esperança de serem eles os primeiros a chegar às Índias pelo Ocidente. E chegaram! Mas não propriamente onde imaginavam.

Até porque este bando de desajustados argonautas da inacreditável nau Maluquete, lançados ao mar pela paixão, ambição e gula por especiarias, é antes de tudo – segundo o premiado escritor João Paulo Vaz, que assina a orelha do livro – “uma trupe de palhaços”, que “impregna a narrativa” de “humor circense”, costurando fatos históricos e fazendo de cada porto uma festa de confusões e risos.

O amalucado trio desembarca na América antes mesmo de Cristóvão CAlombo – quer dizer, COlombo –, que logo, logo chegaria… Estava armada a confusão! Do “Novo Mundo”, Lelé, Pancada e Biruta vão parar na costa africana, onde conseguem embarcar numa carona pra lá de especial, mas irritam ninguém menos que Vasco da Gama, e são atirados ao mar. E como a ideia deles era chegar às Índias pelo Ocidente, Cabral fica a ver navios, ou melhor, três doidos antecedendo sua chegada e descoberta naquela terra em que “se plantando, tudo dá” .

A comemoração pelo feito, no entanto, durou pouco. Biruta foi feito prisioneiro por uma tribo de canibais! E agora, o que será dele? Será transformado, à brasileira, em comida? Conseguirão seus loucos amigos Lelé e Pancada salvá-lo deste destino gastronômico? Somente desbravando o divertido infantojuvenil Três marujos perdidos no mar para descobrir. Embarque já nesta histórica e louca leitura!

Comente  
Instagram

O AUTOR

Alberto Magalhães, além de escritor, é ator e palhaço. É um dos fundadores da Intrépida Trupe e um dos diretores e criadores do grupo Irmãos Brothers do qual faz parte até hoje. É formado em história pela PUC-Rio e em circo pela Escola Nacional de Circo. Em teatro, participou como ator de Sonho de uma noite de verão, com direção de Herzog, Bugiaria (prêmio de melhor espetáculo do Estado do Rio de Janeiro em 2000) e Fausto, de Goethe, além de inúmeros outros espetáculos e participações em filmes e programas de TV. É o ator principal do curta-metragem Homem-Estátua (Prêmio do júri popular no Festival Kinoforum-SP-2007). Faz parte da banda Os Optimistas.

Página do autor +