Teque, Teque, Muu

Teque, Teque, Muu

Coleção Coleção Os Romanov

Autor: DOREEN CRONIN

Preço: R$ 35,00

34 pp. | 20x26 cm

ISBN: 85-325-1566-5

Assuntos: Infantil, Rocco Pequenos Leitores

Selo: Rocco Pequenos Leitores

Quando as vaquinhas acharam uma máquina de escrever no celeiro, não pensaram duas vezes: começaram a escrever freneticamente. Foi aí que o fazendeiro Geraldo percebeu que tinha um grande problema pela frente. Um problema de tirar o sono, diriam os outros fazendeiros amigos dele. Afinal não era em qualquer esquina, ou melhor, fazenda, que existiam vacas, quer dizer, vacas datilógrafas.

Mas na fazenda de Geraldo as vacas gostavam mesmo de escrever à máquina e eram capazes de passar o dia totalmente envolvidas pela atividade. Logo que começaram a deixar os tais bilhetes, passaram também a se organizar, a pedir, reivindicar, fazer acordos, assembléias, passeatas, abaixo-assinados. Questão de ordem, companheiras!

Bilhetes com reivindicações… sim senhor! As vaquinhas eram mesmo petulantes, repetia ele quase desmaiando de susto. Queriam isso, exigiam aquilo, mugiam, negociavam, mugiam, ameaçavam fazer greve, mugiam de novo. E, para desespero do fazendeiro, mandavam mais bilhetes. Era teque, teteque, muu, sem parar, noite adentro.

Naquela manhã Geraldo encontrou algumas bem traçadas linhas que acenavam com a possibilidade de um acordo. Estavam dispostas a esquecer a máquina de escrever, sim. Mas desde que, em troca, recebessem cobertores elétricos. Do contrário, interromperiam a produção de leite por tempo indeterminado. "Perdão, estamos fechadas. Hoje não tem leite."

De repente, teque, teteque, muu, teque, teque, muu. Teque, teque, muu, tudo de novo. Não, o ruído estava diferente, o som era outro. O que estaria para acontecer agora?

Desde a época do lançamento de Teque, teque, muu – Vacas que escrevem à máquina, Doreen Cronin viu seu livro de estréia permanecer durante quase dois anos na lista dos best-sellers infantis da Publishers Weekly, conceituada revista literária que lhe concedeu o prêmio de melhor livro infantil ilustrado em 2000. Teque, teque, muu – Vacas que escrevem à máquina já vendeu mais de quinhentos mil exemplares desde o seu lançamento nos Estados Unidos e recebeu também os prêmios Notable Children’s Book in the Language Arts 2000 e o de melhor livro pelo School Library Journal.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Doreen Cronin é advogada, coleciona máquinas de escrever antigas e este é seu primeiro livro ilustrado. Ela mora em Larchmont, Nova York, é filha de um oficial de polícia extremamente bem-humorado, e também adora fazer as pessoas rirem. Saber que alguém leu e se divertiu com o que escreveu consegue deixá-la muito feliz.

Página do autor +