Os Incríveis Infortúnios de um Escritor Aprendiz

Os Incríveis Infortúnios de um Escritor Aprendiz

Coleção O legado de Orïsha #1

Autor: FLORIAN ZELLER

Preço: R$ 34,50

208 pp. | 14x21 cm

ISBN: 9788532525543

Assuntos: Ficção – Romance/Novela

Selo: Editora Rocco

Julien Parme é um adolescente típico que se considera um “rebelde com causa”: depois da morte prematura do pai por causa de um câncer, o rapaz tem que “digerir” o novo namorado da mãe, François, uma pessoa pela qual ele não tem afeto e respeito algum. Depois de várias atitudes inconsequentes próprias de jovens que desejam apenas a atenção e o carinho dos pais, Julien é enviado pela mãe para o interior da França, longe de qualquer confusão e, de preferência, dela. No que se segue, o rapaz – em meio às reflexões do “sério” projeto de tornar-se um escritor famoso – engata uma fuga, se aventura pelas noites de Paris, se engraça com a professora de francês e, numa espiral descendente, comete um ato do qual pode se arrepender pelo resto da vida.

Em Os incríveis infortúnios de um escritor aprendiz, de Florian Zeller, Julien Parme toma os contornos de um Holden Caulfield, personagem central do clássico O apanhador no campo de centeio, de J.D. Salinger. Zeller incorpora Parme à narrativa na forma de primeira pessoa e o leitor se vê na mente ansiosa e fantasiosa de um adolescente e como um jovem de apenas 14 anos vê as coisas e as suas justificativas para tomar certas atitudes. Amigos, amores, família e sonhos tomam a mente de um Julien atormentado pela morte do pai, pelo conflito com a mãe e pelos desejos sexuais revelados por uma coleguinha – Mathilde – e, claro, pela professorinha.

A cada passagem de sua tão pouca vida, Julien imagina como parte de sua construção pessoal que irá levá-lo à condição de escritor mais que famoso. Quando é colocado no trem que vai afastá-lo da família em definitivo, o jovem reflete: “Seria a história de um herói que decide nunca mais voltar para casa e assim se vingar da crueldade da mãe. Um dia uma jornalista ia ver que aquela era a chave de toda minha obra”, divaga o garoto.

Zeller constrói em Julien uma psique fascinante que alterna pura expressão de ansiedade adolescente numa narrativa ágil, quase um fluxo de pensamento, como a mente confusa do rapaz, entremeada por suas reflexões do que é ser um escritor. “Todos os escritores são alcoólatras. Isso também todo mundo sabe”, pensou Julien a furtar uma garrafa de vinho e escondê-la sob a camisa.

Em meio à sua viagem interior e sua projeção de um “eu” futuro, Zeller mostra todo um universo de poucos, mas importantes personagens que orbitam Julien: Marco, o amigo independente e galanteador, em quem ele se espelha e por quem nutre uma não reconhecida inveja; a pretensa namorada Mathilde, a professora de francês Thomas, fetiche que pode se tornar um concreto caso amoroso; e sua meia-irmã Bénédicte, cuja relação é pra lá de complicada e cujos sentimentos variam entre raiva, desprezo e irritação. No entanto, é ela que terá importância central em uma atitude que Julien vai tomar e que poderá desviá-lo de seus sonhos de se tornar um grande escritor para sempre.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Nascido em 1979, em Paris, Florian Zeller é romancista e dramaturgo, além de professor universitário e jornalista. Os incríveis infortúnios de um escritor aprendiz é seu quarto livro e o segundo a ser publicado pela Rocco, depois de A fascinação pelo pior, bestseller na França e vencedor do prêmio Interallié de 2004. Outros prêmios recebidos pelo autor incluem o da Fundação Prince Pierre de Mônaco e o Hachette Foundation Literary Prize, por seu primeiro romance, Neiges artificielles.

Página do autor +