Os Diálogos dos Amantes

Os Diálogos dos Amantes

Coleção Trilogia O Último Policial

Autor: FRANCESCO ALBERONI

Preço: R$ 44,50

304 pp. | 14x21 cm

ISBN: 978-85-325-27448

Assuntos: Ficção – Romance/Novela

Selo: Editora Rocco

Disponível em e-book

Preço: R$ 29,50

E-ISBN: 978-85-81221-43-4

O jornalista e sociólogo italiano Francesco Alberoni é reconhecido internacionalmente como um dos maiores especialistas na área dos desejos humanos, particularmente o amor, o enamoramento e o erotismo. E se dedicou a explorar os diversos aspectos destes sentimentos, mostrando os resultados em ensaios teóricos como Enamoramento e amor, A amizade, Lições de amor, e outros publicados a partir do final da década de 70. Depois de se aprofundar no assunto em seus ensaios, Alberoni resolveu então falar sobre sexo e amor através da ficção: Os diálogos dos amantes é um romance que sintetiza sua extensa pesquisa sobre os caminhos dos desejos humanos.

A história desenvolve-se no futuro, mas se refere à situação do mundo contemporâneo pós-moderno no qual se busca o sexo promíscuo, a homossexualidade, a bissexualidade, o esquecimento de si na coletividade e nas drogas. Neste contexto, não se acredita mais que o enamoramento seja o caminho pra alcançar um profundo entrosamento espiritual e a experiência de uma sexualidade plena. Sakúntala e Rogan, frutos da manipulação genética, nascem neste ambiente que dificulta o conhecimento de seus reais desejos. Não sabem quem realmente são e se confrontam com os mistérios da sexualidade.

Quando Norman Kohler conseguiu identificar os conjuntos gênicos homossexuais e heterossexuais, muitos homens e mulheres nesta condição resolveram ter filhos com as mesmas tendências. Geralmente, as meninas eram criadas pelas mães e os meninos homossexuais, pelos pais. Daí que os jovens são educados em clãs específicos que incentivam e direcionam seus desejos.

Mas a aproximação deles, através de uma intensa conversa travada durante o romance, revela os segredos e enganos do passado. Composto como um imenso diálogo, o romance de Alberoni não se detém na descrição de paisagens, de pensamentos e de emoções. O leitor se encanta e se identifica com o encontro dos jovens amantes que se confessam numa total e absoluta confiança recíproca. Através da experiência relatada, acompanhamos Sakúntala e Rogan redescobrindo seus corpos, a beleza e o prazer que conseguem se proporcionar e que se transforma em êxtase e prazer totais.

O autor mostra que sempre existiu uma absurda polaridade entre o sexo e o amor. O amor é diálogo, ternura, une não só os corpos, mas também a alma dos amantes. É exclusivo e constrói liames extremamente sólidos. Já o sexo só deseja os corpos, permuta-os indiferentemente, e sempre é, portanto, impessoal e promíscuo, incapaz de criar estruturas duradouras.

Em Os diálogos dos amantes, Alberoni se dirige a uma geração que já concluiu a revolução sexual e feminista, mas que se esqueceu do sentido do enamoramento individual. Esta geração também perdeu suas referências, na medida em que se envolveu com experiências sexuais superficiais e artificiais. Sakúntala e Rogan são exemplos de que é possível enamorar-se e que encontrar a plena felicidade a dois é um sonho a ser conquistado.

Comente  
Instagram

O AUTOR

O médico e filósofo Francesco Alberoni nasceu em 1929, em Piacenza, na Itália. Considerado um dos nomes mais importantes da moderna sociologia na Europa, tornou-se conhecido em todo o mundo com a sua teoria do estado nascente, dos movimentos coletivos, do enamoramento e do amor. Professor da Universidade IULM, de Milão, introduziu novas problemáticas e sugestões à pesquisa sociológica. Dele a Rocco publicou cinco livros, entre eles a trilogia Enamoramento e amor, O erotismo e A amizade.

Página do autor +