O Teatro de Machado de Assis

O Teatro de Machado de Assis

Coleção Foxcraft

Autor: MACHADO DE ASSIS (ORG. DE LUIZ ANTONIO AGUIAR)

Preço: R$ 20,00

144 pp. | 14x21 cm

ISBN: 9788561384456

Assuntos: Ficção Nacional, Juvenil, Rocco Jovens Leitores

Selo: Rocco Jovens Leitores

Ele foi a grande estrela das letras nacionais de 2008, apesar de ter falecido há cem anos. No ano do centenário de morte de Machado de Assis, a Rocco leva aos jovens mais uma boa oportunidade de se familiarizar com a obra do escritor que é considerado o gênio maior da nossa literatura. Depois de Contos de amor e ciúme, organizado por Gustavo Bernardo, chega às prateleiras de todo o país O teatro de Machado de Assis, uma seleção de quatro peças teatrais assinadas pelo autor de Dom Casmurro, organizada pelo também escritor e especialista na obra de Machado, Luiz Antonio Aguiar.

O livro reúne quatro peças – três comédias e um drama – que têm o amor por tema. São textos curtos e despretensiosos, mas cuja leveza e bom humor não comprometem em nada a sua qualidade literária, pelo contrário, atestam o imenso e polivalente talento de seu criador – romancista, contista, cronista, poeta e teatrólogo –, bem como sua capacidade de prender a atenção seja do leitor ou do espectador de suas histórias. Os textos reunidos na coletânea – “Hoje avental, amanhã luva” (1860); “Tu só, tu, puro amor” (1880); “Lição de botânica” (1905); e “Não consultes médico” (1896) – contrariam o senso comum, equivocado, segundo Luiz Antonio Aguiar, que insiste em dividir a obra de Machado de Assis em duas fases distintas – uma primeira, romântica; e uma segunda, realista.

Produzidas ao longo de mais de quatro décadas, as peças contidas em O teatro de Machado de Assis são tipicamente românticas, feitas para entreter o público, embora tenham sido escritas em diferentes fases da vida do escritor, diluindo os limites entre o Machado de Assis do início de carreira e o já maduro, em seus últimos anos de produção. “E assim, quando se esperaria um Machado de Assis, o escritor que nos devassa o espírito e a mente, fazendo de seus personagens um espelho da alma humana, aqui o temos brincalhão, boêmio, namorador, fazendo rir a seu público com personagens simples e bem temperados”, diz Aguiar, na apresentação do livro.

Com exceção de “Tu só, tu, puro amor”, um drama que tem como protagonista o poeta Luís de Camões, no desenlace de um ardente caso amoroso, os outros três textos são deliciosas comédias que mostram intrigas amorosas, farsas burlescas bem típicas do nosso romantismo, encenadas num Rio de Janeiro boêmio e efervescente, o Rio de Janeiro da juventude de Machado, cenário de parte considerável de sua obra, uma cidade “que ainda se encantava consigo mesma e com seu mundinho de dramas de salão – tudo muito ingênuo e alegre”, nas palavras de Aguiar.

Apesar de pouco conhecida atualmente, a obra teatral de Machado de Assis obteve grande repercussão em sua época e era, para o escritor, uma atividade tão séria e importante quanto todas as outras a que se dedicou, apesar do pequeno número de peças que produziu. “Tenho o teatro por cousa muito séria, e as minhas forças por cousa insuficiente”, declarou um humilde Machado. O teatro de Machado de Assis vem apresentar ao jovem de hoje esse lado pouco conhecido do Bruxo do Cosme Velho, e fazê-lo rir e se emocionar com o mestre maior das letras nacionais.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Joaquim Maria Machado de Assis foi jornalista, cronista, contista, romancista, poeta e teatrólogo. Nasceu em 21 de junho de 1839, no Rio de Janeiro, cidade onde também faleceu, em 29 de setembro de 1908. Memórias póstumas de Brás Cubas (1881), Quincas Borba (1891), Dom Casmurro (1899), Esaú e Jacó (1904) e Memorial de Aires (1908) são algumas das obras que fizeram dele o escritor maior das letras brasileiras e um dos mais significativos autores da literatura de língua portuguesa.

Luiz Antonio Aguiar, organizador de O teatro de Machado de Assis, é mestre em literatura brasileira pela PUC-Rio e escritor. Há 20 anos se dedica a pesquisar a vida e a obra de Machado de Assis. Com vários livros publicados sobre o autor – além de muitos títulos de literatura infantil e juvenil já lançados no mercado, entre eles A tartaruga e o guerreiro, editado pela Rocco, Luiz Antonio corre o Brasil dando palestras e oficinas sobre os textos do Bruxo do Cosme Velho para platéias de professores e público em geral. A paixão é tanta que ele se intitula “o marqueteiro de Machado”.

Página do autor +