O Pessimismo e Suas Vontades

O Pessimismo e Suas Vontades

Coleção Coleção Marginália

Autor: JOSÉ THOMAZ BRUM

Preço: R$ 26,50

126 pp. | 14x21 cm

ISBN: 85-325-0933-9

Assuntos: Filosofia

Selo: Editora Rocco

Em O pessimismo e suas vontades José Thomaz Brum produziu uma obra que relaciona a proximidade e o antagonismo entre as teorias filosóficas dos alemães Arthur Schopenhauer e Friedrich Nietzsche sobre a existência humana e suas mazelas. O livro faz uma análise comparativa de um tema comum aos dois filósofos: dor e sofrimento como sentimentos inerentes e inevitáveis à vida humana.

Embora semelhantes em algumas situações, os dois pensadores diferem em várias nuances nas formas e resultados que essas mazelas são capazes de causar na existência. Na obra de Schopenhauer (1788-1860), por exemplo, é inegável o espírito negativista e metafísico da vida – daí ser considerado o filósofo do pessimismo, já que para ele a existência do homem só se fazia plena no momento de negação da vida.

Por sua vez, Nietzsche (1844-1900) – "o primeiro filósofo trágico" –, transforma o produto de seu conterrâneo para descrever a existência como uma tragédia, criando o conceito de dionisíaco que assimila o sofrer não como um fardo, mas como condição primordial do homem. Para ele, dor e prazer formam a vida, que deve ser vivida tal qual fora criada, e não ignorada.

O pessimismo e suas vontades é resultado da tese de doutorado em Filosofia defendida por José Thomaz Brum na Universidade de Nice-Sophia Antipolis, na França, em 1996, que teve como orientador o também filósofo Clément Rosset.

José Thomaz Brum produz um belo trabalho, isento, ao mesmo tempo acessível a qualquer pessoa, seja catedrático ou leigo. Basta ser homem e pretender entender um pouco mais sobre o eterno mistério vulgarmente chamado vida.

Comente  
Instagram

O AUTOR

José Thomaz Brum nasceu no Rio de Janeiro em 1956. É doutor em Filosofia pela Universidade de Nice-Sophia Antipolis, professor de Estética no curso de especialização em História da Arte da PUC-RJ. É autor de Nietzsche. As artes do intelecto e de O pessimismo e suas vontades ,tradutor de Guy de Maupassant, Théophile Gautier, Clément Rosset e do pensador romeno E. M. Cioran. Desse último, José Thomaz Brum já traduziu para a Editora Rocco Breviário de decomposição, Silogismos da amargura, História e utopia e Exercícios de admiração.

Página do autor +