O Faraó das Areias

O Faraó das Areias

Coleção As Memórias do Primeiro Tempo

Autor: VALERIO MASSIMO MANFREDI

Preço: R$ 44,50

298 pp. | 16x23 cm

ISBN: 978-85-325-2338-9

Assuntos: Ficção – Romance/Novela, Romance Histórico

Selo: Editora Rocco

Disponível em e-book

Preço: R$ 29,00

E-ISBN: 978-85-8122-497-8

Em seu novo livro, o italiano Valério Massimo Manfredi, autor da bem-sucedida trilogia Alexandros, conduz o leitor por uma viagem no tempo que começa em Jerusalém às vésperas da invasão do imperador da Babilônia, Nabucodonosor, até os bastidores de uma pesquisa científica de ponta, coordenada pelo famoso egiptólogo norte-americano William Blake. O resultado dessa aventura de fazer inveja a qualquer Indiana Jones, capaz de pôr em xeque as três religiões mais importantes do mundo ocidental, pode ser conferido em O faraó das areias.

O ponto de partida da narrativa é a história bíblica presente no Quarto Livro dos Reis, que narra a invasão à Jerusalém, à época governada pelo Rei Sedecia. Cativo, o Rei de Judá presencia a morte de seus três filhos. Com os olhos extirpados por um punhal afiado, ele mergulha em uma escuridão sem fim e, num resquício de consciência, lembra-se das advertências do seu amigo, o Profeta. Daí, o romance dá um salto no tempo e no espaço para Chicago, nos Estados Unidos, no fim do segundo milênio depois de Cristo, quando o autor italiano apresenta o herói e protagonista da aventura, o arqueólogo William Blake.

Com a carreira e a vida pessoal arruinada por causa da busca de um documento denominado "Papiro Breasted", Blake passa parte da noite de véspera de Natal no apartamento do Dr. Husseini, professor muçulmano recém-contratado pelo Oriental Institute, local onde o arqueólogo trabalhava. Na verdade, Husseini se interessa pelas peripécias vividas pelo cientista e se propõe a ajudá-lo na busca do documento perdido. Se encontrado, o papiro pode comprovar parte da narrativa bíblica do Antigo Testamento e alçar Blake ao primeiro escalão da pesquisa arqueológica internacional.

Mas o que o arqueólogo não esperava era que, naquela mesma madrugada, ele seria contratado pela Warren Mining Corporation, empresa americana que supostamente procurava cádmio no deserto de Ras Udash. Lá, ele deveria desencavar e avaliar uma descoberta no mínimo misteriosa: o sarcófago de um faraó enterrado fora do chamado Vale dos Reis. Outra surpresa também confunde o arqueólogo: a figura enigmática de Sarah Forrestall, incumbida de acompanhá-lo nas escavações.

A tensão crescente entre americanos, judeus e palestinos na região do Oriente Médio coloca Blake no centro de um conflito internacional. A situação se torna ainda mais complexa quando o cientista descobre que o conteúdo do sarcófago seria capaz de abalar os alicerces das três religiões monoteístas do mundo, o judaísmo, o islamismo e o cristianismo. E mais ainda: que as maldições dos antigos, por coincidência ou não, podem se concretizar.

Comente  
Instagram

O AUTOR

O italiano Valerio Massimo Manfredi é historiador, arqueólogo, professor na Universidade de Milão, escritor e jornalista, tendo dirigido expedições científicas, escavações e explorações na Itália e em outros países da Europa e Oriente Médio. A Rocco publicou a trilogia Aléxandros e Akropolis, O escudo de TalosO tirano, O império dos dragões, O faraó das areias, A grande história de Alexandre e O exército perdido. Meu nome é ninguém, o regresso é a sequência de Meu nome é ninguém, o juramento. 

Página do autor +