O Complô de Frankenstein

O Complô de Frankenstein

Coleção Biblioteca Hogwarts

Autor: MAX KELLER

Preço: R$ 39,50

328 pp. | 14x21 cm

ISBN: 978-85-7980-079-5

Assuntos: Fantasia, Juvenil, Rocco Jovens Leitores

Selo: Rocco Jovens Leitores

Disponível em e-book

Preço: R$ 27,50

E-ISBN: 978-85-81220-22-2

Com um ofício um tanto incomum, o investigador Massimo Polidoro desvendava fatos estranhos e bizarros pelo mundo, os quais sempre resolveu sem muito esforço; pelo menos até o dia 5 de outubro de 2010, quando um verdadeiro mistério ganhou forma, a partir de uma carta inesperada. “O papel amarelado e a tinta desbotada sugeriam que tinha sido escrita muito tempo atrás; ainda assim, descrevia com absoluta precisão aquilo que eu fazia naquele exato momento em que a lia.”

No decorrer da trama, documentos históricos valiosos, datados de 113 anos atrás. A história é arrepiante e recria a época de 1897, em que uma estranha criatura rondava a cidade de Londres. A imprensa suspeitava de que fosse o famoso monstro do dr. Victor Frankenstein.

O mistério não escapa das veias investigativas do curioso Homero, filho de um detetive da Scotland Yard, que acabara de se mudar para o local. Em uma série de acontecimentos que envolvem Homero e seu pai na chegada a Londres, eles conhecem Max Keller, personagem homônimo ao autor do livro, que é o “homem que tudo sabe”, misterioso e dotado de habilidades ilusionistas.

Entre os demais personagens do livro estão a corajosa e esperta Amélia Fay, cuja mãe era conhecida por falar com espíritos; e, compondo o Serviço Secreto, Blacky, Rusty e seus amigos, que vivem de expedientes nas ruas do submundo.

Homero e sua turma resolvem seguir os rastros da criatura e se envolvem em uma trama cheira de mistério, suspense e reviravoltas. Com ilustrações enigmáticas, portais mágicos que se abrem em paredes de tijolos e outros fatos bizarros, O complô de Frankenstein é uma aventura perfeita para os detetives do impossível!

Comente  
Instagram

O AUTOR

Max Keller é um homem de mistérios por excelência. Apesar de sua cegueira, tornou-se célebre na Londres do fim do século XIX como “o homem que sabe”. Pena que, em contrapartida, quase nada se saiba dele. No ápice do sucesso, recolheu-se para viver longe da fama e dedicou-se a reunir um grupo de garotos dispostos a investigar os mais incríveis mistérios – os detetives do impossível. Para que as histórias desse grupo fantástico pudessem chegar até os dias de hoje, o misterioso sr. Keller deixou instruções codificadas a Massimo Polidoro, um jornalista e escritor famoso por seu interesse pelos assuntos paranormais. Ao conhecer os detetives do impossível, Massimo soube que os mistérios desvendados por estes garotos precisavam ser compartilhados com o mundo.

Página do autor +