O Chão da Palavra

O Chão da Palavra

Coleção Coleção Marginália

Autor: JOSÉ CARLOS AVELLAR

Preço: R$ 48,50

440 pp. | 14x21 cm

ISBN: 978-85-325-2180-4

Assuntos: Cinema/Teatro/Tv

Selo: Editora Rocco

Ler e pensar sobre cinema pode ser tão agradável quanto ver um filme" – com essa frase em mente, o professor e pesquisador de cinema, crítico com colaborações em jornais e revistas especializadas e ex-presidente da RioFilme, José Carlos Avellar deu forma a este elaborado ensaio sobre as influências recíprocas entre o cinema e a literatura. Aprofundando-se nesta tese, o autor mergulha na parceria entre filme e texto em títulos brasileiros como Vidas secas, Dona Flor e seus dois maridos, Memórias do cárcere, entre outros. Um precioso estudo que comprova que a literatura inventou o cinema apenas para que ele pudesse reinventá-la – uma parceria rica e inspiradora de ambas as partes.

O livro começa com uma complexa montagem de citações e referências de diferentes épocas e lugares, levantando questões sobre o tema, e se fecha com uma bateria de 32 perguntas sem resposta. Nos capítulos seguintes, José Carlos Avellar esmiúça sua proposta revendo a parceria entre filme e texto em títulos brasileiros como Vidas secas, Menino de engenho, São Bernardo, Lição de amor, Dona Flor e seus dois maridos, Eles não usam black-tie, Memórias do cárcere e Narradores de Javé, e usando alguns filmes e autores estrangeiros como referência.

Sobre o autor, o cineasta Cacá Diegues disse certa vez que "Avellar acompanha o cinema em geral e o cinema brasileiro em particular, com o cuidado, a pertinência e a delicadeza de quem ajuda a fabricar uma jóia". Isso fica claro num livro em que o cinema não é tratado da forma corriqueira, imediata e funcional. A excelência desse joalheiro se revela nos 22 capítulos de O chão da palavra, nos quais a sétima arte se torna o objeto de uma reflexão brilhante, preciosa e multifacetada que o autor, um profundo conhecedor, irrequieto e apaixonado, de seu objeto de estudo, divide com o leitor interessado pelo tema.

Comente  
Instagram

O AUTOR

José Carlos Avellar é crítico de cinema com colaborações em jornais e revistas especializadas. Co-autor de trabalhos sobre o cinema brasileiro e latino-americano – entre eles Le cinéma brésilien (Centre Pompidou, Paris) e Hojas de cine (Universidad Autonoma Metropolitana, México, – Avellar teve inúmeros ensaios publicados em catálogos de festivais de cinema como o de Manheim, Locarno e Valladolid. Autor de quatro livros, entre eles O chão da palavra: cinema e literatura no Brasil (1994) e A ponte clandestina (1995), Avellar é atualmente secretário para a América Latina da Fipresci, associação internacional de críticos de cinema.

Página do autor +