Inveja

Coleção Coleção Marginália

Autor: SANDRA BROWN

Preço: R$ 39,50

504 pp. | 14 x21 cm

ISBN: 85-3251861-3

Assuntos:

Selo: Editora Rocco

Uma editora resolve ler o prólogo de um manuscrito retirado de uma pilha imensa de textos enviados por autores esperançosos. O título é "Inveja" e o que a editora lê a interessa tanto que ela resolve partir em busca do tal autor, que assina apenas as iniciais e não deixa endereço ou telefone. "Estava fisgada, ansiosa para saber mais, queria ler o resto da história." O problema é que ele vive isolado numa ilha, não quer contato com ninguém e parece arrependido de ter enviado o prólogo. Isto, pelo menos, é o que parece.

Sandra Brown constrói uma história em dois planos. Num deles, narra seu romance Inveja e em outro o livro homônimo de Parker, o autor recluso, que começa a ser escrito. A editora, Maris, uma mulher bonita, independente e ambiciosa, resolve encarar como um desafio a recusa inicial de Parker, ao mesmo tempo que seu marido e a amante libidinosa dele preparam uma surpresa desagradável para Maris, que é completamente apaixonada por ele, mas…"declarações de amor não significavam nada para ele. Eram seqüências de palavras sem qualquer relevância".

Além das tramas envolvidas nas duas histórias, Sandra Brown lida aqui com uma situação muito comum em editoras de grande e médio porte: como avaliar de forma adequada as centenas de manuscritos que chegam todas as semanas? No caso da editora retratada no livro, os manuscritos só são avaliados se vierem recomendados por algum agente. Mas Maris quebra esse padrão, por acreditar que "havia sempre aquela chance remota, de um em um milhão, de que o próximo Steinbeck, ou Faulkner, ou Hemingway, seria pinçado da pilha de manuscritos".

A trama escrita por Parker também tem tudo a ver com sonhos literários, pois os personagens principais são estudantes que vivem discutindo literatura e pensando em novas histórias, todos sob a tutela do temido professor Hadley, um alter-ego de Parker. A história lembra muito os enredos de Scott Fitzgerald, o importante escritor americano da chamada "geração perdida", que é citado com veneração pelos estudantes.

Junto com esses sonhos literários, está a terceira trama, centrada na ambição de Noah, o marido de Maris, que tem um sonho nada louvável. Ele quer fundir a editora do pai de Maris com um grande conglomerado, sem que o sogro ou a esposa saibam. Para isso, conta com o apoio de Nadia, uma mulher que descobriu aos 13 anos que poderia trocar sexo por vantagens materiais.

O mais interessante no livro é que Sandra Brown junta essas três histórias de uma forma harmoniosa, num ritmo ágil, usando várias vezes a ironia e o bom humor, mas centrando a trama no sonho que todo aquele que gosta de escrever tem, que é o de ver seu livro publicado por uma grande editora, de ser reconhecido pelo público e ser respeitado pela crítica – mesmo que alguns digam o contrário.

INVEJA SEGUNDO A IMPRENSA INTERNACIONAL

"Brown constrói uma cena dramática atrás da outra."

Publisher’s Weekly

"Sandra Brown se superou mais uma vez com Inveja."

Entertainment Weekly

"Prende o leitor desde o início. . . uma história fascinante

e escrita de forma impactante sobre a inveja e a vingança. "

Bookloons.com

"O melhor livro de Sandra Brown. As reviravoltas no

enredo tornam o livro insuperável."

Bookreporter.com

INVEJA SEGUNDO SUA AUTORA

Por Sandra Brown

Geralmente me perguntam de onde tiro as idéias para escrever os meus livros. Os leitores gostam de saber de onde surge a inspiração que dá forma a mais um romance. Eu já respondi que, se soubesse de onde saem as idéias, eu venderia a fórmula e o caminho para alcançá-las. Eu sei que essa não é uma boa resposta, mas é a mais próxima da verdade. Na verdade, eu raramente me dou conta de onde surge o impulso para escrever um novo romance.

De modo geral, as idéias emergem dos pontos mais fundos do meu subconsciente. Com INVEJA, no entanto, eu posso assegurar que sei quem inspirou minha história. Foi você, leitor, incluindo eu mesma, curiosa como sou para saber quem escreve as histórias de suspense que leio e também admiro. Assim decidi escrever um livro sobre escritores. Uma ficção. No entanto, como trabalhei no manuscrito, é incrível como falei sobre o meu próprio trabalho de escrita, principalmente da produção dos meus romances. Um dos personagens do livro descreve os escritores como bando de pessoas depressivas. Ele provavelmente está certo. Mas há momentos de alegria passageira, que faz o tormento final valer a pena.

Extraído de www.sandrabrown.net

Comente  
Instagram

O AUTOR

Sandra Brown começou a escrever em 1981. Desde então, já publicou mais de setenta romances. Em 1990, Mirror Image entrou para a lista dos mais vendidos do The New York Times e o nome da autora nunca mais deixou a importante lista de best-sellers. Ao longo de quase três décadas, a escritora nascida em Waco, no Texas, já vendeu mais de 70 milhões de exemplares e seus livros foram traduzidos em 33 línguas. Sandra Brown formou-se em Inglês pela Universidade Cristã do Texas e, antes de tornar-se escritora, trabalhou como modelo, apresentadora do tempo e repórter. Atualmente, vive com o marido Michael Brown em Arlington, Texas. Dela, a Rocco já publicou Inveja, A troca, O álibi, Obsessão, Uma voz na escuridão, Tempo quente, Tiro indireto e Jogue sujo, entre outros sucessos.

Página do autor +

LEIA TAMBÉM