Federico em Sua Sacada

Federico em Sua Sacada

Coleção Coleção Os Romanov

Autor: CARLOS FUENTES

Preço: R$ 39,50

320 pp. | 14x21 cm

ISBN: 978-85-325-2844-5

Assuntos: Ficção – Romance/Novela

Selo: Editora Rocco

Disponível em e-book

Preço: R$ 27,50

E-ISBN: 978-85-81222-64-6

A noite estava quente e, irritado, Dante Loredano saiu de seu quarto em busca de ar fresco na sacada. Mas o que encontrou foi outra coisa, ou melhor, alguém: na sacada ao lado, um homem se apoiava na balaustrada e olhava intensamente a grande avenida. Intrigado com o vizinho, conjecturava que vida levava, quem era, se era casado, se tinha filhos. No dia seguinte, o olhar que ontem o ignorava e agora o inquiria. Iniciava-se ali uma relação na qual ambos, por meio de conversas e debates incessantes, desnunadariam os personagens que, interligados, fariam parte de uma revolução que mudaria o status quo. O vizinho se chamava Federico, Federico Nietzsche.

Federico em sua sacada, um lançamento da Rocco, é a última obra escrita por Carlos Fuentes, morto em maio de 2012. Lançado postumamente, o romance é o testamento literário de Fuentes. No romance, Fuentes representa um diálogo entre os dois vizinhos com nome e sobrenome sugestivos. Dante, como seu homônimo em A divina comédia, é guiado por Federico por histórias de pessoas que, de alguma forma, representam forças sociais em choque numa cidade a ponto de explodir em uma revolução violenta contra o poder econômico e militar de uma elite corrompida.

Dante é uma das peças deste quebra-cabeça. Nobre, é dominado pelo irmão Leonardo, que comanda uma poderosa milícia local.  Outro personagem importante é Aarón Azar, defensor de criminosos como o maníaco sexual Rayón Merci, que se obriga a assassinar as moças que o flagram vestindo suas lingeries; e a pequena menina Elisa, que cresceu sofrendo toda sorte de violência dos pais e desconta toda sua fúria no bom casal cristão que a adotou.

Deste universo também fazem parte a misteriosa Dorian Dolor, cujo nome é inspirado no romance O retrato de Dorian Gray; “Um homem jovem e belo, como eu queria ser”, diz. E o sobrenome, inspirado na palavra “dor”:  “O que sinto”, constata.  Ah, e Gala, objeto de desejo de Dante e, claro, de seu irmão, seu rival, seu opressor, Leonardo.  Nos diálogos entre Dante e Federico passeiam tantos outros personagens, como Zacarías, pai de Dante e Leonardo, relegado ao esquecimento depois de doente, e o revolucionário Saúl.  Todos eles compõem um mosaico de uma sociedade em convulsão.

Federico em sua sacada é uma obra sofisticada e dialética, um romance cheio de simbolismos, no qual as ações e os personagens refletem conceitos fundamentais do pensamento do filósofo alemão Friedrich Nietzsche: a moral metafísica e socialmente estabelecida nada mais é do que uma máscara que esconde uma realidade ameaçadora e inquietante.

 

Comente  
Instagram

O AUTOR

Filho de pais diplomatas, Carlos Fuentes, o mais prestigiado escritor mexicano, nasceu no Panamá, em 11 de novembro de 1928, e passou sua infância em diversas capitais da América. Na adolescência, regressou ao México, país onde se radicou até 1965 e que marcaria sua obra.

Página do autor +