Etta e Otto e Russell e James

Etta e Otto e Russell e James

Coleção Trilogia O Último Policial

Autor: EMMA HOOPER

Preço: R$ 39,50

304 pp. | 14x21 cm

ISBN: 978-85-68432-48-8

Assuntos: Ficção – Romance/Novela

Selo: Fábrica 231

Disponível em e-book

Preço: R$ 25,50

E-ISBN: 978-85-68432-68-6

"Uma história de amor doce e envolvente. O tom preciso da narrativa cria um cenário

perfeito para o inesperado." – The New York Times Book Review


Etta tem 83 anos e quis conhecer o oceano. Logo que acordou, Otto encontrou um bilhete em tinta azul: “Parti. Nunca vi a água, então parti para lá. Não se preocupe, eu te deixei a caminhonete. Posso andar. Vou tentar me lembrar de voltar.” De imediato pensou em botar o casaco e sair em busca da esposa, mas tudo o que conseguiu fazer foi pegar um globo e, com o dedo trêmulo, traçar dois possíveis caminhos: indo para o oeste, Etta teria que cruzar 1.291 quilômetros para chegar a Vancouver; para o leste – e ele sabia que aquela fora a rota escolhida –, seriam 3.232 até Halifax. Assim começam as odisseias físicas e emocionais de Etta e Otto e Russell e James. Em seu aclamado romance de estreia, Emma Hooper aborda a persistência do amor e da memória, numa trama sensível e emocionante.

 
Etta, Otto e Russell se conheceram ainda adolescentes em Saskatchewan, no interior do Canadá. Quando veio a guerra, os dois rapazes se alistaram: somente Otto foi aceito. Ele combatia além-mar enquanto Etta e Russell se aproximavam mais e mais. Foi Otto, porém, quem, assim que retornou, pediu a mão da moça. Russell passou as décadas seguintes morando na fazenda vizinha à do casal e nunca deixou de amar Etta. Naquela manhã, ele a viu partir. Não perguntou para onde estava indo ou por que estava indo, mas, no primeiro grande desafio de sua vida, decidiu pegar o carro para tentar localizá-la. Otto, que não a ama menos que Russell, preferiu ficar em casa, cozinhando as receitas deixadas por ela e escrevendo cartas que não seriam enviadas.
 
James é um coiote, a única companhia de Etta em sua longa caminhada pelas pradarias canadenses além de suas próprias lembranças. As reminiscências também são intrínsecas a Otto e Russell, ainda que, nelas, fato e fantasia – assim como encanto e tragédia, lucidez e loucura, corpo e mente, vida e morte – jamais possam ser de todo apartados. O passado, tal qual o futuro, talvez seja algo construído dia a dia a partir das diversas camadas do presente. Certas vezes luta-se para lembrar; outras, para esquecer.
 
Violinista profissional, a autora rompe com convenções e expectativas para tocar a narrativa de Etta e Otto e Russell e James em tom de realismo mágico, lírico e melódico. A obra, em que digressões e elipses constroem um ritmo preciso, se tornou uma das estreias literárias mais comentadas dos últimos anos e foi celebrada por veículos como The New York Times, Chicago Tribune, San Francisco Chronicle e Financial Times. Por meio de personagens que ganham vida página a página e homenageiam a gente de seu país, Emma Hooper conta uma história humana para a qual inexistem fronteiras.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Criada em Alberta, Canadá, Emma Hooper levou seu amor pela música e literatura para a Inglaterra, onde fez seu doutorado em Estudos Músico-literários na University of East-Anglia; atualmente leciona na Bath Spa University. Como musicista, Emma já ganhou o prêmio Finnish Cultural Knighthood. Ela também toca no Stringbeans Quartet e já esteve em turnê com Peter Gabriel e Toni Braxton. Emma vive em Bath, Inglaterra, mas sempre que pode volta para o Canadá.

Página do autor +