As Saias Voadoras de Keka

As Saias Voadoras de Keka

Coleção DC Super Hero Girls

Autor: HELEN POMPOSELLI

Preço: R$ 32,00

32 pp. | 18x28 cm

ISBN: 978-85-61384-70-8

Assuntos: Infantil, Moda, Rocco Pequenos Leitores

Selo: Rocco Jovens Leitores

Ela é esperta, curiosa, tem olhinhos brilhantes, uma imaginação do tamanho do universo e adora o mundo da moda. Estamos falando de Keka, criação da jornalista, consultora de moda e arte-educadora Helen Pomposelli, que conquistou as meninas com seu primeiro livro, Keka tá na moda, um passeio pelo fascinante mundo da moda. Agora, Keka vai fazer aniversário e convida as leitoras para escolher com ela a saia perfeita para usar no grande dia. Em busca de um modelito que garanta graça e movimento à sua produção – afinal, Keka gosta muito de dançar, de preferência com uma saia que acompanhe o balanço da música –, a menina vai embarcar numa nova viagem em As saias voadoras de Keka, o segundo livro protagonizado pela simpática e charmosa personagem que descortina um pouco da história da moda para a garotada de forma mágica e divertida.

Depois de experimentar várias saias de seu guarda-roupa e constatar que nenhuma tem o estilo que ela gostaria, Keka se depara com uma loja de roupas do outro lado da rua. Engraçado, mas ela nunca tinha reparado naquela loja enorme, toda iluminada, que mais parece um disco voador, bem na frente da sua janela! A placa na entrada avisa: “Moda – Desde 1902”. Decidida, Keka entra na excêntrica butique, onde vai conhecer uma exótica e simpática vendedora, viajar no tempo e descobrir um monte de coisas sobre a história da moda, além, é claro, de se divertir muito e encontrar a saia dos seus sonhos.

Mas, antes de encontrá-la, Keka descobre modelitos que ela jamais imaginara. Alguns são engraçados, como a enorme saia da década de 1850 que mais parece uma gaiola de passarinhos! A peça possui uma armação com suporte de aros de aço capaz de fazer a menina voar. Uau! Keka aodraria uma saia rodada, mas acha que não precisa tanto… Parte então para outro modelo, e uma saia cheia de babados chama sua atenção. Típica das décadas de 1860 e 1870, a saia deixa o bumbum de Keka bem arrebitado. Dona Fátima explica que o efeito é resultado da anquinha, e que essas saias eram muito usadas pelas mulheres quando iam passear nos jardins públicos, enfeitadas com sombrinhas, luvas e chapéus. Keka acha graça, mas os plissados e franjas atrapalham bastante. Ainda não é isso que ela está procurando…

Uma outra saia, de cintura baixa e repleta de franjas, faz Keka se lembrar da incrível viagem que ela fez na casa da vó Cinha, quando dançou o charleston usando um chapéu típico dos anos 1920. Logo depois, experimenta uma saia reta, repleta de botões; uma “saia-lápis”, muito comum na década de 1940, explica dona Fátima. Em seguida, um modelito godê de cetim com estampa floral, de cintura marcada e efeito rodado, deixa Keka com o “New Look” típico da década de 1950. Mas a menina ainda não está satisfeita, e continua garimpando as araras daquela loja mágica. Retas ou rodadas, lisas ou estampadas, sóbrias ou mais alegres, curtas ou compridas, cada saia leva Keka a um lugar e tempo diferentes, sempre com uma mãozinha de dona Fátima, a simpática vendedora que vai ensinando à menina tudo sobre a moda, numa viagem que vai até os anos 1980.

Assim, entre modelos antigos e contemporâneos, Keka avista uma saia feita de camadas de tule que parece ideal para seus passos de dança. “É uma saia de bailarina!”, diz a senhora Fátima, alegre por ter ajudado Keka a encontrar o que estava procurando. A menina logo inventa uma nova maneira de usar o “tutu”, criando um visual diferente e descolado. Feliz da vida, ela sabe que, mais do que encontrar a roupa que estava procurando, ela aprendeu valiosas lições sobre a moda e o poder dos sonhos e da imaginação.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Helen Pomposelli é formada em jornalismo com especialização em moda e comportamento. Foi apresentadora e repórter do quadro “Vamos combinar” do Armazém 41, programa do canal GNT. Também foi responsável pela mudança de imagem do canal, dentro da área de figurino, por meio de suas produções para os programas Superbonita, Alternativa Saúde, Armazém 41 e Sem controle.Atualmente, trabalha como consultora de moda e estilo, professora do Instituto Zuzu Angel de Moda da Universidade Veiga de Almeida, jornalista e colunista de moda.

Página do autor +