As Rosas Inglesas

As Rosas Inglesas

Coleção Dorothy tem que morrer

Autor: MADONNA

Preço: R$ 43,00

48 pp. | 20,6x26 cm

ISBN: 85-325-1598-4

Assuntos: Infantil, Rocco Pequenos Leitores

Selo: Rocco Jovens Leitores

Quando Madonna lançou seu primeiro livro, em 1992, seus fãs compraram mais de um milhão de exemplares. O resto do mundo se dividiu: parte se mostrava escandalizada; parte a acusava de perseguir o escândalo para efeito de marketing. O fato é que todo mundo falou de Sex. Com o tempo, o livro foi reconhecido como a mais intensa provocação cultural e comportamental de sua época, em escala global.

Em 15 de setembro de 2003, chegou às livrarias de cerca de 100 países, simultaneamente, o segundo livro de Madonna: As Rosas Inglesas. Um livro infantil. E para quem esperava que a estrela fosse escandalizar os pais, foi uma decepção. Sua história provoca, sim, reflexões. Os jovens leitores são chamados a pensar sobre pontos frágeis da natureza humana, como a inveja e o pré-julgamento, temas centrais deste primeiro de uma série de cinco títulos destinados às crianças.

As Rosas Inglesas em questão são quatro garotas que se afastam de uma colega de escola porque em segredo invejam sua beleza e presumem que ela seja esnobe. Mas, graças ao empurrãozinho de uma fada-madrinha, elas terminam por descobrir que há mais por trás das aparências.

E então escrever um conto moral para crianças é algo inusitado para uma provocadora? Só aos olhos de quem parou de acompanhar o trabalho de Madonna nos últimos anos. Ela nunca deixou de provocar, mas mudou sua temática. Os estudos da Cabala, a prática de ioga e a maternidade a fizeram questionar publicamente os valores de um mundo de aparências, cujos pilares são a fama e o sucesso. E ela vem trabalhando esse tema pelo menos desde 1994 nas letras de canções como Secret, Drowned World, Frozen, American Life, Hollywood, entre outras. As Rosas Inglesas é uma forma de estender essa segunda fase de sua carreira – ou melhor, de sua obra – às crianças.

E hão de ser muitas crianças. As Rosas Inglesas foi publicado em 30 idiomas e, só nos EUA, teve tiragem inicial de 400 mil cópias. Neste primeiro dos cinco títulos da cantora publicados no Brasil pela Rocco, ela conta com a colaboração do ilustrador americano Jeffrey Fulvimari. Extremamente popular no Japão, onde seus desenhos ilustram de roupas a utensílios domésticos, Fulvimari teve seu trabalho internacionalmente conhecido pelos desenhos na histórica caixa de CDs The Complete Ella Fitzgerald Songbooks.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Madonna Louise Veronica Ciccone Ritchie nasceu em Bay City, Michigan, numa grande família de origem italiana, com oito crianças. Ela cedo demonstrou paixão pela música – sobretudo a da Motown – e pela dança, ganhando uma bolsa para a Universidade de Michigan.

Página do autor +