A Filha do Restaurador de Ossos

A Filha do Restaurador de Ossos

Coleção O legado de Orïsha #1

Autor: AMY TAN

Preço: R$ 51,00

364 pp. | 14x21 cm

ISBN: 85-325-1359-X

Assuntos: Ficção – Romance/Novela

Selo: Editora Rocco

A filha do restaurador de ossos é um romance sobre a tênue relação entre mãe e filha que se tornaram mulheres em culturas distintas. A partir de um velho diário, escrito por LuLing Young na infância e juventude na China dos anos 20, Ruth Young descobre as circunstâncias que moldaram a personalidade tempestuosa da progenitora e as verdades adormecidas sobre suas origens. Para tecer a história das duas, Amy Tan tomou como principal fonte de inspiração sua relação com sua mãe, já falecida.

Ruth Young é ghostwriter de livros de auto-ajuda em San Francisco. Beirando os quarenta anos, começa a sofrer de mudez periódica, indício de sua inabilidade para expressar os verdadeiros sentimentos para o homem com quem vive, Art Kamen, divorciado, pai de duas adolescentes. Na infância, foi constantemente exposta às idéias perturbadoras da mãe, sobre maldições e fantasmas, e às suas freqüentes ameaças de suicídio. Reprimida e pessimista, ela era um fardo para Ruth, cuja mudez sutilmente reflete a história da juventude da mãe na China.

No período em que passa a cuidar da velha senhora, que aos setenta e sete anos sofre do mal de Alzheimer, Ruth acha no diário de LuLing revelações emocionantes de uma mulher que vivenciou acontecimentos como a descoberta do Homem de Pequim, a invasão japonesa, o nascimento da República e o advento do comunismo. Através da leitura, a filha é transportada para a remota aldeia conhecida como Coração Imortal, onde conhece outros tantos segredos ligados à ama-seca de sua mãe, Titia Preciosa, filha de um famoso restaurador de ossos.

Pouco a pouco, cada página revela segredos de um mistério maior: o que aconteceu com o Homem de Pequim? Como era o nome da filha do restaurador de ossos? E quem era Titia Preciosa, cujo suicídio mudou o curso da vida de LuLing? O livro deixa transparecer a verdade sobre um coração de mãe – tudo aquilo que ela não pode contar à filha, mas que espera ardentemente que ela jamais esqueça.

Ambientado em San Francisco e na aldeia chinesa em que o Homem de Pequim está sendo desenterrado, A filha do restaurador de ossos é uma escavação do espírito humano: o passado, suas feridas mais profundas, suas mais acalentadas esperanças. A história revela a dor de sonhos destruídos, o poder dos mitos e a força do amor que nos permite recuperar, pela recordação, aquilo que dolorosamente perdemos.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Amy Tan, norte-americana filha de pais imigrantes da China, nasceu em 1952. Inicialmente, estudou medicina e piano, que abandonou para seguir um curso de inglês e literatura. Foi também consultora de programas para crianças deficientes e proprietária de uma pequena editora. É autora de romances premiados, ensaios e contos publicados em revistas e antologias diversas. 

Página do autor +