Capa do livro História da Filosofia Grega, Vol. 2

História da Filosofia Grega, Vol. 2

De Socrátes Aos Neoplatônicos

Autor: luciano de crescenzo

Tradução: Mário Fondelli

Preço: R$ 32,50

208 pp. | 14x21 cm

ISBN: 85-325-1924-5

Assuntos: FILOSOFIA

Selo: Rocco

Disponível em e-book

Preço: R$ 23,00

E-ISBN: 978-85-81220-81-9

Seguindo o mesmo objetivo do primeiro volume – uma narrativa acessível e clara da história da filosofia grega – Luciano de Crescenzo presenteia os leitores com a seqüência dessa fascinante aventura, cujo foco são os interessados em retomar o estudo da filosofia mal aprendida nas escolas. Ou os que querem conhecê-la, simplesmente e sem traumas.

Desta vez, o ponto de partida é Sócrates, por quem "não dá para não ficar apaixonado", como confessa o autor, que descreve sua personalidade essencialmente sedutora e carismática de maneira cinematográfica, em 38 páginas que serão lidas de um só fôlego. A genialidade e a normalidade de Sócrates desfilam aos olhos dos leitores na sua vida de coerências, nos seus ensinamentos pelo exemplo, ele que jamais escreveu coisa alguma e com quem a humanidade tanto aprendeu.

Segue-se Platão que, até os vinte anos, só se interessava pela poesia quando ouviu Sócrates falar diante de um grupo de jovens e "compreendeu de imediato que aquele velho iria ser o seu novo guia espiritual". Mais um personagem da filosofia grega é trazido para o convívio de um maior número de leitores, com toda a amplitude de seus ensinamentos, a normalidade de suas vidas, sem restringi-los ao interesse dos intelectuais. Em seu estilo deliberadamente acessível e claro, o autor apresenta ao leitor normal, "sem saber coisa alguma de filosofia", a República de Platão, ou o seu belíssimo Simpósio.

Aristóteles é o terceiro grande personagem do livro de Luciano de Crescenzo, que, segundo o autor, "não tinha nem a simpatia de Sócrates, nem a habilidade literária de Platão", acrescentando ainda: "eu tentei de tudo para torná-lo agradável". A abrangência da filosofia de Aristóteles faz com que ele seja o mais difícil dos filósofos gregos. Todavia, graças ao estilo instigante e moderno da narrativa, fica mais fácil compreender este pensador e sua obsessiva necessidade de organizar as teorias filosóficas que o antecederam e de colocar ordem em tudo.

No livro, há espaço reservado a Epicuro, aos estóicos, aos céticos, aos neoplatônicos, bem como aos filósofos contemporâneos selecionados pelo autor entre as pessoas que chamaram sua atenção pela originalidade de suas filosofias próprias e pela fidelidade aos seus princípios. Trata-se de uma obra que alia, magistralmente, cultura com divertimento.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Luciano De Crescenzo nasceu em Nápoles, Itália. Engenheiro, ele trabalhou durante 20 anos na IBM Itália, onde ocupava um cargo de direção. Em 1977, aos 46 anos, publicou seu primeiro livro. No ano seguinte, decidiu abandonar a carreira de engenheiro, que lhe rendia o fabuloso salário de 1 milhão de liras mensais, e passou a se dedicar à arte. Desde então, ele publicou outros 23 livros, traduzidos em 19 idiomas, tendo vendido 18 milhões de exemplares em 25 países. Entre seus títulos de sucesso estão A dúvida e Helena, Helena meu amor, ambos lançados no Brasil pela Rocco. De Crescenzo também fez carreira no cinema italiano: dirigiu quatro filmes, escreveu sete e atuou em oito. Na televisão, foi apresentador de cinco programas.

Página do autor +