Capa do livro A Fazenda Blackwood

A Fazenda Blackwood

Crônicas Vampirescas

Autor: anne rice

Tradução: Alyda Christina Sauer

Preço: R$ 49,50

540 pp. | 16x23 cm

ISBN: 85-325-1748-X

Assuntos: FICÇÃO – ROMANCE/NOVELA, FANTASIA, VAMPIROS

Selo: Rocco

Disponível em e-book

Preço: R$ 29,50

E-ISBN: 978-85-81221-99-1

Em A fazenda Blackwood, Anne Rice, a grande dama do gótico moderno, brinda seus leitores com mais um eletrizante capítulo das consagradas Crônicas Vampirescas.

Tarquinn Blackwood, um jovem sedutor e excêntrico, é o único herdeiro da imensa propriedade às margens do Pântano de Sugar Devil que leva o nome de sua família. Com suas imensas colunas de mármore, salas de estar ricamente mobiliadas e recantos sombrios, a Fazenda Blackwood esconde muito mais do que velhos segredos de uma dinastia agora decadente. Fantasmas e outras criaturas tão poderosas quanto antigas vagam pelas aléias semi-abandonadas e corredores sombrios da propriedade, interferindo nas vidas dos moradores e visitantes.

Assim, Quinn, como é conhecido pelos mais próximos, é assombrado desde criança por um duplo a quem chama de Goblin. Único amigo do rapaz durante sua solitária infância, com o passar dos anos o espírito torna-se cada vez mais manipulador e poderoso, transformando a vida do já atormentado Quinn em uma jornada opressiva e aterradora. Porém, o pior acontece quando o jovem recebe o Dom das Trevas, sendo transformado em um vampiro. O poder e a fúria de Goblin se intensificam, transformando-o em uma ameaça não apenas para Quinn, como também para todos aqueles a quem ele mais ama.

Abandonado por aquele que o transformou, possuidor de um dom o qual ainda não sabe como controlar e atormentado pelas ameaças constantes de Goblin, Quinn vê como única saída procurar o célebre vampiro Lestat em Nova Orleans e clamar por ajuda. Ele leva Lestat para a fazenda Blackwood e, lá, começa a narrar a história de sua família, que se confunde com sua própria história. A saga dos Blackwood levará o leitor da Nova Orleans dos dias de hoje até a antiga Pompéia, passando pela Nápoles do século XIX, em uma vertiginosa teia de traição, mistério e sangue.

Em A fazenda Blackwood, Anne Rice reúne mais uma vez suas duas das séries de horror mais bem sucedidas de nossos tempos, as Crônicas Vampirescas e a saga das Bruxas Mayfair, através da figura da jovem e misteriosa Mona, herdeira da fortuna e dos poderes sobrenaturais da família Mayfair, que mantém uma relação voluptuosa e proibida com Quinn, o que faz com que ela se torne mais um dos alvos da fúria de Goblin.

Uma história sobre jovens que se tornam adultos, a perda da inocência e a busca pelo amor, A fazenda Blackwood mostra Anne Rice em sua melhor forma. Mesclando banhos de sangue, cenas com alta carga de erotismo e a lascívia inerente às Crianças da Noite, a autora compõe a saga de um jovem em busca de sua verdadeira identidade, criando um inesquecível conto de mistério, luxúria e morte.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Sombrios, crueis, bebedores de sangue: os vampiros habitam o imaginário popular, conjugando fascínio e temor. Famoso por torturar seus inimigos no século XV, o príncipe da Valáquia (na Romênia) Vlad III, o Empalador, teria sido a inspiração para o personagem-título de Drácula, de Bram Stoker. O romance, de 1897, consolidou a lenda e gerou a base da moderna ficção vampiresca.

Página do autor +