Capa do livro Dores do Amor Romântico

Dores do Amor Romântico

Autor: fernanda young

Preço: R$ 26,00

192 pp. | 14x21 cm

ISBN: 978-85-325-2678-6

Assuntos: FICÇÃO – POESIA, FICÇÃO NACIONAL

Selo: Rocco

Disponível em e-book

Preço: R$ 18,00

E-ISBN: 978-85-81220-89-5

Conhecida por sua prosa com tramas fortes, personagens intensos e um toque de humor ácido, Fernanda Young mergulha no universo da poesia em Dores do amor romântico. E mostra que seus versos podem ser tão afiados quanto sua prosa. Os poemas falam da coragem de se lançar em uma relação a dois, sem esquecer elementos que caminham junto com a paixão, como a precipitação e o sofrimento. Com uma linguagem coloquial, que abre espaço para gírias e palavrões, a autora expõe, com a intensidade de uma adolescente, as emoções de uma mulher adulta.

Logo nos primeiros textos, Fernanda Young deixa claro que seus poemas não seguem o rigor técnico nem pretendem revelar aspectos da vida de quem os escreveu: “Ninguém quer confissões aqui. Nem reminiscências. É apenas uma questão de manter o foco. Por isso esse formato, essa falsa elaboração. Se alguém aqui quisesse ser realmente bom, contaria as sílabas de um soneto perfeito, mas não é o caso.”

Espontânea e direta, Fernanda foge do amor idealizado e apresenta o lado mais sombrio desse sentimento, flertando com a possibilidade da morte e do suicídio em vários momentos. Não por acaso, em um dos poemas ela se dirige a Sylvia Plath, poeta americana que se matou por não suportar a perda de seu grande amor: “Que cor tem a morte? Doce amiga, que cor tem o alívio da partida?”

Mas, se gostar de alguém é doloroso, não ter a quem amar é ainda pior. O fim de um relacionamento traz fantasmas de romances passados: “Quando um amor termina tenho vontade de desenterrar todos os outros, os já terminados mil anos atrás”, ressalta a autora.

Em Dores do amor romântico, Fernanda Young canta a miopia dos amantes histéricos, o tédio dos casais confortáveis, a cólera dos abandonados e a melancolia dos platônicos, revelando o doce e o amargo das relações amorosas e da própria condição humana, com seu olhar singular e seu humor ferino.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Fernanda Young é escritora, atriz, roteirista e apresentadora de televisão. Entre seus sucessos, estão o programa Irritando Fernanda Young e os seriados Os normais, adaptado para o cinema, e Minha nada mole vida, que mostram sua faceta de roteirista. Casada com o roteirista e escritor Alexandre Machado, ela mora em São Paulo e tem três filhas.

Página do autor +