Capa do livro Os Sete Enforcados

Os Sete Enforcados

Coleção Novelas Imortais

Autor: leonid andreiev

Tradução: Eliana Sabino

Preço: R$ 24,50

168 pp. | 14x20 cm

ISBN: 978-85-7980-069-6

Assuntos: FICÇÃO – ROMANCE/NOVELA, ROCCO JOVENS LEITORES

Selo: Rocco Jovens Leitores

Disponível em e-book

Preço: R$ 16,00

E-ISBN: 978-85-81220-26-0

Qual é o sentido da existência? Sabe-se que o fim é inevitável. Mas é ainda mais inevitável para aqueles que o esperam com hora marcada. Em Os sete enforcados, mais um título consagrado da coleção Novelas Imortais – idealizada por Fernando Sabino –, o novelista russo Leonid Andreiev traz uma obra emocionante e sombria, cujo personagem principal é a morte.

A trama envolve o polêmico tema da pena de morte, nos moldes de um regime ditatorial sanguinário. Discutindo o sentido da vida a partir do cárcere, a história dramática de homens e mulheres condenados à forca arrebata o leitor, que se torna testemunha das incertezas e angústias do ser humano diante do fim iminente.

“A estranha alegria de um homem prestes a ser executado era uma ofensa à prisão, ao próprio carrasco; fazia com que parecessem absurdos.” Um velho carcereiro – que, há tempos trabalhando na prisão, via suas leis como as leis da natureza – acompanhava rotineiramente o clima de terror e apreensão dos momentos que, ora se arrastavam, ora galopavam, em um ritmo enlouquecedor para os prisioneiros e seus entes queridos.

A questão da legitimidade da pena capital gera reflexão e instiga a consciência dos leitores, até a última página em Os sete enforcados. O livro chega às lojas em novo e ousado projeto gráfico, pelo selo Rocco Jovens Leitores, juntando-se a outras narrativas breves de autores de grandes clássicos universais como Miguel de Cervantes, Herman Melville, R. L. Stevenson, Gustave Flaubert, Henry James, E. T. A. Hoffmann, entre outros.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Dono de obra considerável também como dramaturgo, Leonid Andreiev (1871-1919) encarava a vida de forma amarga. Permeava essa visão com o horror e a indignação, elementos que se destacam em Os sete enforcados, transformando a novela num pungente libelo contra a pena máxima. Principalmente quando ela visa punir jovens pelos seus mais sinceros ideais.

Página do autor +