Capa do livro Acabem com a Ivy Pocket

Acabem com a Ivy Pocket

Ivy Pocket

Autor: caleb krisp

Tradução: Cláudio Figueiredo

Ilustração: Barbara Cantini

Preço: R$ 59,90

344 pp. | 13,7x20,7 cm

ISBN: 978-85-7980-469-4

Assuntos: ILUSTRADO, INFANTIL, ROCCO JOVENS LEITORES

Selo: Rocco Jovens Leitores

Disponível em e-book

Preço: R$ 29,90

E-ISBN: 978-85-79804-70-0

Ela, que tem todos os instintos de uma agente secreta, uma arrombadora de cofres, uma lagarta e uma leoa, está de volta para mais uma aventura alucinante. Em Acabem com a Ivy Pocket, livro de encerramento da trilogia, vamos acompanhar nossa magnífica heroína em seu desafio mais difícil até agora: orquestrar um resgate sem falhas ao mesmo tempo em que é severamente perseguida.
 
Desde que o Diamante Relógio parou em seu poder, Ivy Pocket foi enganada, sequestrada, trancafiada e submetida a um conjunto realmente terrível de pais adotivos. Felizmente, Ivy Pocket sempre cai de pé, já que tem todos os instintos naturais de um felino assustado. Com o Diamante Relógio na mão, ela precisa resgatar sua melhor amiga, Rebeca Butterfield, que está sendo mantida prisioneira em um mundo paralelo: Prospa. Além de encontrar um meio de libertar Anastasia Radcliff de um horrendo hospício em Islington e reuni-la com a criança da qual ela foi cruelmente separada. 

Mas tratando-se de Ivy Pocket tudo pode piorar. Algo aconteceu com o Diamante Relógio e seu funcionamento está comprometido, impedindo que ela retorne para Prospa para cumprir sua missão. A Srta. Always também não está facilitando e promoveu uma verdadeira caçada atrás do poderoso instrumento e de nossa irreprimível mocinha.

Em Acabem com Ivy Pocket, Caleb Krisp finaliza magistralmente essa trilogia repleta de aventura e irreverência. Com uma narrativa fluída e ilustrações de Barbara Cantini, vamos conhecer o desfecho da trama de nossa anti-heroína pouco tradicional, mas totalmente encantadora.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Caleb Krisp vive numa casa de campo abandonada no meio da floresta. Por muitos anos ele se dedicou a escrever sobre uma criada de doze anos sem qualquer importância. Seu único método de comunicação com o resto do mundo é via código morse ou batucadas.

Página do autor +