Capa do livro Nevermoor: os desafios de Morrigan Crow

Nevermoor: os desafios de Morrigan Crow

Autor: jessica townsend

Tradução: Raquel Zampil

Preço: R$ 54,90

352 pp. | 16x23 cm

ISBN: 978-85-7980-465-6

Assuntos: FANTASIA, JUVENIL, ROCCO JOVENS LEITORES

Selo: Rocco Pequenos Leitores

Disponível em e-book

Preço: R$ 29,90

E-ISBN: 978-85-7980-468-7

Entra ano, sai ano, a indústria do entretenimento se faz avidamente a mesma pergunta: qual é a próxima grande aposta? Desde 1997, a pergunta é um pouco mais específica do que isto. Dos grandes estúdios de cinema às editoras de livros e quadrinhos, passando pelos fabricantes de brinquedos, desenvolvedores de vídeo games, até quiosques de roupas e objetos geeks, todos querem mesmo é saber quem será o próximo Harry Potter. De tempos em tempos, a pergunta tem uma resposta que se aproxima desta que é a mais bem-sucedida série literária de todos os tempos. Desta vez, nosso querido Harry encontrou, verdadeiramente, uma sucessora à altura. Com vocês, a senhorita Morrigan Crow. Uma menina prestes a completar 11 anos, cheia de vida, curiosa, determinada, espirituosa e amaldiçoada...

Chamar Nevermoor: os desafios de Morrigan Crow de aposta é pouco, trata-se de um novo fenômeno editorial. Antes mesmo que a primeira edição chegasse às livrarias, os direitos de publicação da série de Jessica Townsend haviam sido vendidos em mais de 40 países, e a adaptação para o cinema fora adquirida pela Twentieth Century Fox. Nevermoor arrebatou leitores e críticos por onde passou e estreou no topo das listas de mais vendidos de países como os Estados Unidos, onde foi eleito o livro do ano pela Time Magazine e pelo jornal Chicago Tribune, e livro infantil do ano pela Amazon. Do outro lado do Atlântico, também foi escolhido o livro do ano pela revista britânica Bookseller. Na Austrália, local de origem da série, Nevermoor se tornou o livro de estreia que mais rápido alcançou a lista dos mais vendidos na história do país.

Por que tanto alarde? Um enredo caprichado nos mínimos detalhes e muito original, protagonizado por uma heroína forte e inspiradora, em uma história emocionante, cheia de aventura e grandes revelações. Ao abrir as páginas do livro de Townsend, você entrará em um universo fabuloso, onde os relógios nem sempre marcam as horas e guarda-chuvas abrem portas, além de proteger seus donos das leis da gravidade, de viagens extracorpóreas e de uma eventual chuva, é claro.

Morrigan Crow, nossa jovem protagonista, mora no Solar dos Corvos, e é órfã de mãe. Tudo que acontece de errado na cidade de Chacalfax é culpa dela. Um simples comentário de Morrigan é capaz de começar uma tempestade de granizo ou fazer com que uma criança perca um concurso de soletrar. Quadris quebrados, geleias estragadas, ataques cardíacos... O pai dela, um ilustre Chanceler do município, vive tendo de pagar indenizações para compensar os estragos que a maldição da filha vai deixando pelo caminho, o que não ajuda em nada a maneira fria e desprovida de amor com que ele trata a menina. E Morrigan passa os dias tendo de escrever cartas com pedidos de desculpas às pessoas que prejudicou, nunca de maneira intencional, vale a pena acrescentar.

Mas as aflições do pai de Morrigan estão para acabar. A menina nasceu no Escurecer, que marca o último dia de uma Era, na República do Mar Invernal, e, como toda criança nascida nesta data, ela não vai viver tempo suficiente para testemunhar o nascimento de uma nova Era. Essas crianças são consideradas amaldiçoadas porque morrem ao completar doze anos, o tempo que costuma durar esse período; a má sorte que as acompanha é um “extra” da maldição.

Como se Morrigan precisasse de mais notícias ruins, a Era em que ela cresceu “resolveu” ser mais curta, seu 11º aniversário acabou sendo o último dia das duas. Pelo menos, é que ela pensava. Quando Morrigan está se preparando para o fim de sua curta vida, ela é resgatada das garras da morte, literalmente, pelo intrépido Capitão Jupiter North, que se apresenta como membro da Sociedade Fabulosa e alguém que deseja apadrinhar os estudos de Morrigan para que ela também se torne membro desta que vem a ser uma prestigiosa elite.

A misteriosa cidade de Nevermoor, parte do Reino Não Denominado, é para onde Morrigan é levada por ele. Lá, ela precisará passar por quatro provas eliminatórias (e possivelmente fatais), enfrentando centenas de candidatos esperançosos que disputam uma vaga entre os alunos da Sociedade Fabulosa. Para Morrigan, ser aceita como aluna tem um significado todo especial: ela poderá ficar definitivamente em Nevermoor e fugir do destino funesto que a aguarda no lugar de onde veio. E mais, ela vai ter a chance fazer parte de uma família de verdade e fazer amigos com quem poderá contar para o resto da vida.

Não é só o instinto de sobrevivência que faz Morrigan querer morar em Nevermoor. A palavra “fabulosa” nunca mais será a mesma para a menina, nem para os leitores, depois de conhecer o lugar. Podemos começar citando o Hotel Deucalião, do Capitão North, onde os quartos se moldam magicamente para se adaptar ao hóspede, e onde um salão especial produz grandes nuvens de fumaça colorida e perfumada que podem desde ajudar na digestão de quem estiver nele até promover a arte da “filosofação”, só para citar alguns benefícios.

Se você acha que sabe o que é diversão, outra palavra que ganha novo sentido no livro de Townsend, é porque ainda não viajou nos Trilhos do Guarda-Chuva, parte do relativamente confiável sistema de transporte de Nevermoor, nem assistiu a um desfile de Natalloween, a um torneiro de montaria em dragões, ou a uma batalha entre Papai Noel e a Rainha do Inverno pelo amor dos nevermoorianos. Espere até conhecer a Sociedade Fabulosa e seu clima “soculoso”, bem como seus membros e aspirantes, e galopar, junto com Morrigan, em uma gata gigante, que fala (e manda em todo mundo). E o melhor de tudo é que ainda estamos no começo da série, que já tem seis livros programados.

Para as gerações que se encantaram com Harry Potter e os clássicos de Julio Verne e Lewis Carrol, Nevermoor: os desafios de Morrigan Crow oferece a chance de descobrir um mundo novo e inigualável, com o encantamento de quem está fazendo isto pela primeira vez. Para os jovens leitores que estão chegando agora no mundo da literatura fantástica, a saga de Morrigan Crow é uma bela e certeira maneira de se apaixonar pela literatura.

Nada mais justo que a Editora Rocco, que acreditou na magia do bruxinho inglês, mais de vinte anos atrás, tenha sido a casa escolhida para trazer aos leitores brasileiros os livros de Jessica Townsend.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Jessica Townsend vive na Sunshine Coast, na Austrália, mas de vez em quando passa uma temporada em Londres. Foi redatora durante oito anos e, em uma função anterior, foi editora de uma revista destinada a crianças sobre vida selvagem, uma publicação do Australia Zoo de Steve Irwin. Nevermoor: os desafios de Morrigan Crow é o seu primeiro romance. 

Página do autor +