Capa do livro Uma certa crueldade

Uma certa crueldade

Autor: sophie hannah

Tradução: Alexandre Martins

Preço: R$ 54,90

464 pp. | 14x21 cm

ISBN: 978-85-325-3073-8

Assuntos: FICÇÃO – ROMANCE/NOVELA, POLICIAL, SUSPENSE

Selo: Rocco

Disponível em e-book

Preço: R$ 29,90

E-ISBN: 978-85-8122-697-2

Primeira escritora a obter autorização dos herdeiros de Agatha Christie para dar nova vida ao detetive Hercule Poirot, escolha que a coloca no panteão dos grandes nomes do thriller policial, Sophie Hannah está de volta em mais um romance com o casal de detetives Simon Waterhouse e Charlie Zailer. Depois de A vítima perfeita e A outra casa, a dupla de investigadores retorna para um de seus casos mais complexos, cujas evidências os levam ao mais fascinante e perigoso dos labirintos: a mente humana, e a sempre tênue fronteira entre fatos e memórias.
 
No livro, Amber Hewerdine já tinha tentado curar sua insônia crônica de muitas maneiras quando resolveu, sem muita determinação, procurar um hipnoterapeuta. Mas a última coisa que ela poderia imaginar era ser presa duas horas após uma consulta em que, sob hipnose, murmurou “gentil, cruel, meio que cruel”, palavras aparentemente aleatórias que acabaram por conectá-la ao assassinato brutal de Katherine Allen, uma professora primária de quem Amber jura nunca ter ouvido falar. É aqui que Simon e Charlie entram em cena, tendo que conciliar uma vida doméstica em que nem tudo são flores a uma investigação capaz de colocá-los em lados opostos.
 
Considerada um dos maiores expoentes do thriller psicológico contemporâneo, a inglesa Sophie Hannah foi ainda mais longe no que diz respeito à psicologia e mergulhou em teses e estudos sobre o tema durante o processo de escrita de Uma certa crueldade. Aqui, ela reforça o caráter frágil e fragmentado das memórias: somos capazes de manipular nossas lembranças com uma narrativa criada cuidadosa e inconscientemente para ser encarada como verdade, construindo ao redor dela uma teia que vai incorporar qualquer fato relevante que sirva ao seu propósito e descartar os que se mostram inúteis.
 
Assim, ao conduzir um mistério perfeito no que diz respeito a ritmo e texturas, em que  acompanhamos fascinados e boquiabertos seus quebra-cabeças e reviravoltas, a autora se desvia com perspicácia dos clichês mais sorrateiros em uma obra que desafia gêneros ao não se deixar limitar pelo suspense, enfileirando personagens complexos num texto que se desenvolve para além da trama. Como todos os trabalhos de Hannah, porém ao contrário de grande parte dos livros policiais, Uma certa crueldade pode ser lido diversas vezes sem perder a força – afinal, há muito mais a ser apreciado e descoberto em suas páginas que uma vítima, uma arma e um culpado.
 

Comente  
Instagram

O AUTOR

Sophie Hannah, poeta e romancista britânica, tem sua obra publicada em 32 línguas. Uma de suas coletâneas de poemas foi escolhida pela Poetry Book Society como uma das obras de referência da nova geração de poetas britânicos. Autora de livros infantis, contos e romances, Hannah é apaixonada pelos livros policias desde os 13 anos de idade e foi inspirada por Hercule Poirot e Miss Marple, famosos personagens de Agatha Christie. Recebeu indicação para o prêmio TS Eliot (2007) por uma de suas coletâneas de poesia e foi vencedora do primeiro Festival de Contos Daphne Du Maurier por sua história de suspense psicológico “The Octupus Nest”.  Um de seus romances, The Point of Rescue (2008), foi adaptado para uma série televisiva cuja primeira exibição teve mais de 5 milhões de telespectadores.

Página do autor +