Capa do livro Serpentes de Thor

Serpentes de Thor

Crônicas de Blackwell

Autor: k. l. armstrong & m. a. marr

Tradução: Edmo Suassuna

Preço: R$ 39,90

304 pp. | 13,5x20,5 cm

ISBN: 978-85-7980-370-3

Assuntos: JUVENIL, MITOLOGIA, FANTASIA

Selo: Rocco Jovens Leitores

COMPRE O LIVRO

Disponível em e-book

Preço: R$ 25,90

E-ISBN: 978-85-7980-376-5

As lendas nórdicas previam o Ragnarok, o fim do mundo. Uma batalha entre uma serpente monstruosa e os antigos deuses nórdicos que estremeceria os pilares da Terra. A vitória dos deuses salvaria a terra. Hoje esta batalha está mais próxima do que nunca, mas nem todos torcem pelos deuses... Serpentes de Thor é o terceiro livro da série Crônicas de Blackwell, de K. L. Armstrong e M. A. Marr, e encerra a incrível saga da Matthew Thorsen e seus amigos, os descendentes dos deuses nórdicos.

Depois de ir ao inferno para resgatar Baldwin, e lutar contra um exército de guerreiros vikings zumbis, Matt precisa enfrentar a Serpente de Midgard e os monstros liderados por Loki. Junto de Laurie, Fen, e dos outros descendentes, Matt tem encarado inúmeros desafios e feito importantes descobertas sobre seu passado e o futuro que seu avó planejou para ele e para o resto da humanidade.

Gigantes de fogo no meio da cidade são só uma amostra do tipo de desafio que está por vir. Com o Ragnarok se aproximando a toda velocidade, só resta aos garotos se preparar ao máximo para a batalha. O caminho já estava traçado nas velhas lendas, mas nenhum dos descendentes pretende terminar como os deuses, mortos, ou como os monstros, agonizantes.  Matt, Lori, Fen e o outros lutarão contra seu destino para salvar toda a humanidade.

Serpentes de Thor é a conclusão épica de uma saga alucinante. Repleto de surpresas e com muita ação, é o livro perfeito para os fãs de aventura e mitologia. Mantendo o ritmo frenético que marcou toda a história, Armstrong e Marr entregam aos leitores um final sensacional e deixam para os leitores um gostinho de quero mais.

Comente  
Instagram

O AUTOR

K. L. Armstrong & M. A. Marr são amigas há muitos anos e sempre passaram horas conversando sobre mitologia e monstros. Numa manhã sonolenta, elas perceberam que o segundo sobrenome de M. A. é norueguês. (A similaridade entre esse nome e “Serpente de Midgard” é uma mera coincidência.) Por causa dessa conexão, além do quanto K. L. gosta de estapear criaturas em videogames quando não está escrevendo (e às vezes quan­do deveria estar escrevendo), da fixação delas por monstros e mitos e dos livros que elas leem com seus filhos de onze a treze anos, que as duas souberam que tinham de escrever as Crô­nicas de Blackwell.

Página do autor +