Capa do livro Os novos perigos que rondam nossos filhos

Os novos perigos que rondam nossos filhos

Para papais do século XXI

Autor: tania zagury

Preço: R$ 24,90

192 pp. | 14x21 cm

ISBN: 978-85-68696-56-9

Assuntos: PSICOLOGIA/RELACIONAMENTO, FAMÍLIA, GRAVIDEZ/MATERNIDADE, COMPORTAMENTO

Selo: Bicicleta Amarela

COMPRE O LIVRO

Disponível em e-book

Preço: R$ 16,00

E-ISBN: 978-85-68696-58-3

Ninguém nasce educado: pessoas gentis e cordiais são assim porque alguém se deu ao trabalho de ensiná-las. E esse alguém, na maior parte das vezes, são seus pais; um filho ético é obra de quem o criou. Em seu novo livro, a filósofa e educadora Tania Zagury escreve para pais e mães que se deram conta de como os desafios de criar uma criança se tornaram hoje ainda mais complexos. Os novos perigos que rondam nossos filhos mostra que formar hábitos pode ser um processo lento, repetitivo e cansativo – mas, ao mesmo tempo, delicioso e recompensador.
 
A primeira parte, “Tablet, celular, web, redes sociais, joguinhos: modos de usar”, explica que, quanto mais jovens, mais as crianças se deixam influenciar por quem está próximo. O ponto é que muitas vezes elas passam mais tempo às voltas com as novas mídias que de fato na companhia dos adultos. Nesse cenário, a autora frisa que os pais precisam lutar por espaço: a influência externa entra cada vez mais cedo nos lares. Da tentação em postar fotos de bebês no Facebook e no Instagram ao preocupante jogo da Baleia Azul, Tania escreve que a tarefa prioritária não é apenas saber o que é certo ou errado, mas conseguir se opor a atitudes que se contrariam ao que se vê na sociedade (o que não é fácil para crianças ou adultos).
 
Depois vem o “Dia a dia com filhos” – e as questões cotidianas também não são tão simples quanto podem parecer. É sempre bom checar o carro antes de trancar (um estudo recente relata que, nos EUA, 11% dos pais já esqueceram um filho lá dentro), mas ainda não existe resposta pronta para uma pergunta das mais antigas: babá ou creche? Castigos, gritos (são a nova palmada?), brincadeiras, brigas, bons modos (ainda estão na moda?), uso de remédios, insegurança, mentira, mimos, sexo, autoestima e consumismo são outros temas que a autora aborda sob um olhar prático e atual.
 
As sempre estressantes decisões envolvendo o estudo também não ficam de lado. Na parte três, “Você, seu filho, escola e estudo”, Tania deixa claro que, desde que tenha sua mente aguçada e seu interesse pelo saber respeitado, uma criança pode ficar bem em qualquer modelo de ensino. Mas o que é responsabilidade da escola e o que é responsabilidade da família? O que faz um colégio ser “moderno”? Os professores devem ouvir os pais o tempo todo – e vice-versa? Como ajudar na recuperação? É possível prevenir o bullying? E como a compra do material escolar pode se transformar numa aula prática de economia doméstica?
 
O último segmento gira em torno daquela pergunta inevitável: o que fazer quando chega a adolescência? Entre diversos temas, da tatuagem e as drogas ao primeiro namoro e as temíveis “más companhias”, se destacam a arte de conversar, o poder do diálogo (onde não deve haver vencedores ou vencidos) e a importância do sono. Por fim, Tania Zagury ressalta que, em tempos de crise, o papel da família se torna mais importante que nunca. Os novos perigos que rondam nossos filhos é uma leitura fundamental em um mundo aparentemente caótico, pois ensinar limites é treinar as novas gerações a conviver com frustrações e a falta de ética sem que se deixem levar por dúvidas sobre a forma moralmente correta de agir.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Tania Zagury é filósofa, mestre em Educação, professora-adjunta da UFRJ e escritora com 25 livros publicados no Brasil e no exterior. É também conferencista e pesquisadora em Educação, com mais de seis mil palestras e cursos ministrados em todos os estados brasileiros. Foi articulista de educação do jornal A Tribuna (ES), das revistas Gestão Educacional, Profissão Mestre, Psicologia Brasil e do site Meu Bolso Feliz. Participa do Conselho Editorial de várias revistas pedagógicas de circulação nacional e tem, hoje, sete salas de leitura com seu nome. Foi eleita Personalidade Educacional 2014, em eleição promovida pela Associação Brasileira de Imprensa, Associação Brasileira de Educação e o jornal Folha Dirigida. No mesmo ano, recebeu a Comenda da Ordem da Educação pelo conjunto de sua obra.

Página do autor +