Capa do livro A dieta smartfood

A dieta smartfood

Os 30 alimentos que estimulam a longevidade

Autor: eliana liotta

Tradução: Mario Fondelli

Preço: R$ 44,50

352 pp. | 16x23 cm

ISBN: 978-85-68696-41-5

Assuntos: SAÚDE/ ALIMENTAÇÃO

Selo: Bicicleta Amarela

COMPRE O LIVRO

Disponível em e-book

Preço: R$ 29,00

E-ISBN: 978-85-68696-42-2

Alcançar longevidade e saúde podem estar à mão, basta escolher o que ingerir – incluindo chocolate todos os dias. Este é o princípio da cultura Smartfood, “uma bússola para distinguir o bom, o não tão bom e o mau na mesa a partir de informações científicas.” Visando formar a consciência para uma nova cultura alimentar, o livro A dieta Smartfood – Os 30 alimentos que estimulam a longevidade, que chega ao Brasil pelo selo de bem-estar Bicicleta Amarela, seleciona pesquisas entre centenas de trabalhos científicos do mundo inteiro, que se dedicaram a descobrir como alguns componentes químicos presentes nos pratos ajudam a proteger e melhorar a saúde.

A dieta Smartfood apresenta a nutrição baseada em alimentos corriqueiros e, ao mesmo tempo, especiais, “que podem proteger o corpo mantendo um diálogo com o DNA e até amordaçar os genes do envelhecimento”.  Pesquisadores do projeto SmartFood no IEO (Instituto Europeu de Oncologia) de Milão, dirigidos por Pier Giuseppe Pelicci e Lucilla Titta, selecionaram os alimentos “smart” que o livro reúne, descrevendo seus prós e modos de ingestão e preparo. E o melhor: eles falam de saúde e bem-estar com tempero italiano, mostrando que é possível ter uma alimentação saudável sem perder o prazer à mesa.

O livro indica e descreve os benefícios de alimentos divididos entre os capazes de regular a longevidade pelas vias genéticas, Longevity smartfood; e os que nos defendem de diversas doenças, os Protective smartfood. Escrito de forma clara a partir de informações consistentes, A dieta Smartfood sugere que qualquer pessoa seja capaz de decidir quando, quanto e o que comer a partir de sua própria capacidade e da bagagem de conhecimentos, sem conflitos com os princípios individuais. “Smartfood é plena consciência, não ideologia”, assinam os autores.

A alimentação smart tem a finalidade de evitar o sobrepeso, prolongar a juventude do corpo e prevenir patologias ligadas ao envelhecimento, como tumores, doenças cardiovasculares, metabólicas e neurodegenerativas, sem deixar de lado o prazer e a convivência à mesa. É uma dieta para o bem-estar, prescrita a partir de informações científicas e passível de personalização.

A partir de informações sobre o que é mito e realidade, cada um pode moldar a própria dieta conforme suas escolhas, sejam vegetarianas, veganas ou slowfood, em conformidade com as correntes de alimentação mais recentes no mundo. A dieta Smartfood permite levar em conta as preferências, o estilo de vida, as condições de saúde e as predisposições familiares. Um guia indispensável para a saúde e o bem-estar.

Leia um trecho +

Comente  
Instagram

O AUTOR

Eliana Liotta é jornalista e escreve para o mais importante jornal italiano, o Corriere della Sera, e para o blog Il bene che mi voglio. Foi diretora de redação da revista Ok Salute, uma das mais conceituadas publicações sobre bem-estar, nutrição e pesquisas científicas.

Página do autor +

MÍDIA

Cardápio inteligente
Revista Casa & Comida

Top 30 para viver mais
Revista Donna (Zero Hora)

Veja mais notícias +