Capa do livro O livro das coisas estranhas

O livro das coisas estranhas

Autor: michel faber

Tradução: Simone Campos

Preço: R$ 69,50

528 pp. | 16x23 cm

ISBN: 978-85-325-3039-4

Assuntos: FICÇÃO – ROMANCE/NOVELA

Selo: Rocco

COMPRE O LIVRO

Disponível em e-book

Preço: R$ 29,50

E-ISBN: 978-85-8122-661-3

Michel Faber é um raro autor capaz de combinar uma aura idiossincrática a um estilo clássico. Celebrado pela crítica por Pétala escarlate, flor branca, sobre a vida de uma prostituta na época vitoriana, e cultuado pelo chocante Sob a pele, que chegou ao cinema com Scarlett Johansson no papel de uma alienígena caçadora de homens, Faber retorna grandioso em O livro das coisas estranhas – que ele declarou ser seu último romance. Amalgamando referências que vão do Novo Testamento aos quadrinhos da Marvel, a obra se apropria do formato de um tipo de ficção científica em extinção (aquele em que as ideias surgem mais imponentes que naves e batalhas) para traçar uma obra delicada e de alto teor literário sobre amor e perda.
 
A existência de Peter Leigh gira em torno de duas devoções: Jesus Cristo e a esposa Beatrice. E é por elas que decide partir em uma arriscada missão para difundir a palavra de Deus. Em um futuro aparentemente próximo, ele se despede de Bea e do ronronante gato Joshua para, aos cuidados da gigantesca e obscura corporação USIC, decolar rumo ao planeta Oásis. Vivendo em um ambiente árido, os habitantes locais (que, com exceção da incapacidade física de pronunciar os sons do “S” e do “T”, aprenderam a falar inglês com facilidade) são humanoides frágeis e discretos que exteriorizam pouquíssimos anseios: analgésicos, antibióticos e os ensinamentos da Bíblia, por eles conhecida como O livro das coisas estranhas.
 
Enquanto a conexão com Jesus pode ser feita pela força intrínseca do verbo, o contato com Bea só se realiza por meio da tecnologia popularmente conhecida como “tubo” – sistema de intercâmbio de textos entre a Terra e Oásis que não alcança o assentamento oasiano, distante da base, onde Peter fez questão de se instalar. E as mensagens esporádicas que consegue receber da mulher, a trilhões de quilômetros dali, registram crescentes desavenças políticas, catástrofes naturais e um iminente colapso de sua própria fé.
 
“Minha intenção era escrever o livro mais triste de todos”, afirmou o autor, que concluiu o romance após a esposa perder uma longa batalha contra o câncer. A exemplo de obras-primas do porte de 2001: Uma odisseia no espaço e Solaris, Michel Faber aborda emoções assombrosamente terrenas e cotidianas ao engendrar uma jornada interplanetária – conquistando fãs de primeira linha (David Mitchell, Yann Martel, Phillip Pullman, Rick Riordan) e a imprensa especializada (The New York Times, The New Yorker, Washington Post, The Guardian, The Times, PopMatters). Como em todas as realizações de um artista cuja marca registrada é a incapacidade de se repetir, a narrativa se revela precisa, hipnótica e fascinante. O livro das coisas estranhas é uma aventura introspectiva e, contra qualquer clichê, extremamente humana.
 
 

Comente  
Instagram

O AUTOR

Michel Faber é internacionalmente aclamado por romances como Pétala escarlate, flor branca e Sob a pele. Ganhou diversos prêmios por seus contos e teve textos incluídos em publicações como Granta e The O. Henry Prize Stories, entre outras. Nascido na Holanda, foi criado na Austrália e vive na Escócia.

Página do autor +

MÍDIA