Capa do livro Piquenique na Provence

Piquenique na Provence

Uma história de vida com receitas

Autor: elizabeth bard

Tradução: 978-85-68696-26-2

Preço: R$ 39,50

400 pp. | 14x21 cm

ISBN: 978-85-68696-26-2

Assuntos: BIOGRAFIA/MEMÓRIAS/DIÁRIOS, CULINÁRIA/GASTRONOMIA/ENOLOGIA

Selo: Bicicleta Amarela

COMPRE O LIVRO

Disponível em e-book

Preço: R$ 25,50

E-ISBN: 978-85-68696-28-6

“Com receitas saborosas, este livro de memórias sobre as aventuras de um jovem casal abrindo uma sorveteria artesanal na Provence é um deleite.” – People


“Como a comida provençal e o estilo de vida que ela celebra, Piquenique na Provence é um livro para ser saboreado lenta e cuidadosamente.” – Kirkus Reviews

 
O fascínio que lugares ensolarados exercem sobre os habitantes do Hemisfério Norte é um tema constante na literatura. A busca por um local paradisíaco, onde a vida não tem pressa de acontecer, vem encantando leitores no mundo inteiro, que se debruçam sobre relatos desses novos exploradores, que trocam o meio urbano pela simplicidade de regiões onde o universo agitado impulsionado pela tecnologia é quase uma mera lembrança. A escolha desse estilo de vida em que tempo, prazer e tranquilidade substituem prazos apertados, consumismo e estresse está em Piquenique na Provence – Uma história de vida com receitas, da jornalista norte-americana Elizabeth Bard.

O calor de dias brilhantes e ensolarados, o perfume da lavanda, os sabores da boa mesa, o toque suave da mão de uma criança pequena à procura de carinho são algumas das imagens evocadas por todo o texto.  Os apelos sensoriais se intensificam diante das diferenças de cultura e das descobertas que Elizabeth faz quando troca Paris por uma localidade na Provence. Foi em Paris que ela se apaixonou por Gwandel, o que a fez mudar-se para a França e formar um novo círculo de amizades, sem o apoio da família de origem judaica. Alguns anos mais tarde, às vésperas do nascimento do filho Alexandre, o casal viaja em férias para a cidadezinha de Cereste, onde viveu René Cher, líder da Resistência aos nazistas e poeta, admirado por Gwandel. Ao saberem que a casa do poeta está à venda, num impulso, eles decidem morar lá. 

Abraçar a cultura francesa, segundo Elizabeth Bard, é acostumar-se a um cotidiano em que a boa mesa tem importância fundamental. A praticidade típica dos americanos, determinados em se mostrarem “vencedores”, fazendo do sucesso – e de sua exibição – o valor primordial da existência, é rapidamente deixada de lado pela jornalista. Vizinhos acolhedores são os guias que apresentam ao casal as vantagens de fazer da vida uma celebração diária. Nesse universo menos competitivo, os dias se sucedem lentamente, permitindo que se usufrua de cada novidade, como os pratos típicos da região, cujo preparo é minuciosamente explicado em receitas que encerram cada capítulo.

O projeto de vida à francesa se consolida depois que o marido deixa o cargo de executivo numa companhia cinematográfica para abrir uma sorveteria artesanal – que ganha críticas entusiasmadas de guias turísticos e se torna uma das cinco melhores da França. Piquenique na Provence mostra, entre receitas tentadoras e com um texto inteligente e bem-humorado, a trajetória de uma jornalista norte-americana aprendendo os truques da maternidade francesa, uma família encontrando uma nova paixão profissional e a iniciação de uma cozinheira na culinária clássica da Provence. Uma deliciosa mistura de Comer, rezar, amar e Um ano na Provence, com potencial para se tornar um longseller do catálogo da Rocco como Sob o sol da Toscana, de Frances Mayes.
 

Comente  
Instagram

O AUTOR

Elizabeth Bard é uma escritora e jornalista americana que vive na Provence, na França. Seu primeiro livro, Almoço em Paris – uma história de amor com receitas, bestseller internacional e no New York Times foi destaque do programa Barnes & Noble para novos escritores e recebeu o Gourmand World Cookbook Award de 2010, de melhor primeiro livro de culinária.

Página do autor +