Capa do livro F

F

Autor: antônio xerxenesky

Preço: R$ 27,50

240 pp. | 14x21 cm

ISBN: 978-85-325-2919-0

Assuntos: FICÇÃO – ROMANCE/NOVELA, FICÇÃO NACIONAL

Selo: Rocco

Disponível em e-book

Preço: R$ 18,00

E-ISBN: 978-85-812-2409-1

Após utilizar a escrita como eixo central da trama no romance Areia nos dentes e a própria literatura como premissa para os contos de A página assombrada por fantasmas, ambos publicados pela Rocco, Antônio Xerxenesky se debruça sobre o cinema em F, seu novo romance.

O livro conta a história de Ana, que aos 25 anos de idade já havia visto e protagonizado diversas cenas dignas das telas de cinema: decapitações, mortes por queda, cabeças estouradas por tiros de rifle ou espingarda. Talvez por isso não tenha achado graça ao assistir pela primeira vez a Cidadão Kane, de Orson Welles, considerado por muitos críticos o melhor filme de todos os tempos. De qualquer forma, aquilo fazia parte de seu trabalho – ao menos desde que fora contratada para matar o diretor norte-americano.

F, segundo romance do escritor gaúcho Antônio Xerxenesky, acompanha a trajetória da jovem matadora de aluguel, que viaja para Paris com o objetivo de conhecer melhor o cinema e a vida de Welles, e assim elaborar o melhor plano para assassiná-lo. Tendo como pano de fundo os anos 1980, o romance passeia pelas ruas da capital francesa, indo de mostras em cineclubes dedicadas ao diretor até discotecas abafadas onde milhares de jovens dançam ao som de sintetizadores sob luzes estroboscópicas.

Enquanto Ana constrói um perfil psicológico de Welles para facilitar o seu trabalho, o leitor começa a juntar as peças e a entender melhor o que levou uma garota de classe média a se tornar uma assassina profissional. E o quebra-cabeça é bastante complexo, incluindo uma infância transcorrida durante o início da ditadura militar no Brasil, as tensões políticas e psicológicas soterradas sob o dia a dia da vida familiar e a mudança para os Estados Unidos ainda durante a juventude.

Em meio à ação, testemunhamos uma crescente compreensão da obra de Welles por parte de Ana. A princípio, ela se limita a comentários tímidos, mas logo os desenvolve e dá origem a pequenos ensaios recheados de insights. Assistindo a um filme após o outro, a personagem começa a entender o mosaico composto pelo conjunto da obra deste que é um dos mais importantes diretores da história do cinema.

Neste terceiro livro, Xerxenesky evidencia elementos que já estavam presentes em suas obras anteriores, como a mescla entre “alta” e “baixa” cultura, as referências ao universo pop e certo interesse nos possíveis usos da metalinguagem. No entanto, em F o autor parece dar um passo adiante, trazendo essas discussões para o âmbito temático – sobretudo ao tratar das implicações de F for Fake, filme de Welles que ressoa no título do romance. É um livro repleto de ação, mas ao mesmo tempo reflexivo e multifacetado, que levará o leitor a se questionar a respeito de cada página lida.

Leia um trecho +

Comente  
Instagram

O AUTOR

Antônio Xerxenesky é um escritor e tradutor brasileiro nascido em 1984. Teve textos publicados em diversos jornais e revistas, como The New York Times, Newsweek, Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo, entre outros. Alguns de seus contos foram traduzidos para o inglês, o espanhol e o alemão. Em 2012, foi eleito pela revista Granta um dos vinte melhores jovens escritores brasileiros. Atualmente, vive em São Paulo.

Página do autor +