Capa do livro Conversas com um Professor de Literatura

Conversas com um Professor de Literatura

Autor: gustavo bernardo

Preço: R$ 29,50

224 pp. | 14x21 cm

ISBN: 978-85-325-2818-6

Assuntos: EDUCAÇÃO/PEDAGOGIA

Selo: Rocco

Disponível em e-book

Preço: R$ 19,00

E-ISBN: 978-85-81222-40-0

O professor pode ser o herói da fita? Clichê é proibido? Você é contra Paulo Coelho? A leitura deve ser obrigatória? Ficção demais faz mal? Gustavo Bernardo Krause é um perguntador incansável. Para cada questionamento, porém, o professor de teoria da literatura da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) procura sempre refletir sobre a melhor resposta. Em Conversas com um professor de literatura, o também escritor e ensaísta carioca apresenta algumas dessas reflexões sobre questões variadas de quatro áreas que fazem parte de seu dia a dia: educação, redação, literatura e filosofia.

Gustavo Bernardo descobriu muito cedo três aspectos sobre sua vida: que era professor, que gostava de ser professor e que era um chorão da melhor qualidade, como relata logo no início de Conversas com um professor de literatura. As três descobertas ocorreram todas no mesmo dia, durante a formatura de sua primeira turma, composta por senhores e senhoras do antigo Mobral. Os formandos compraram dois presentes para o jovem mestre, que se deu conta naquele momento do quanto apreciava o papel de educador – e de como não resistia a demonstrações de carinho tão singelas sem prorromper em “lágrimas de esguicho”, como descreve a cena recorrendo a Nelson Rodrigues.

Grande parte dos 50 textos reunidos por Gustavo Bernardo em Conversas com um professor de literatura são revisões de artigos seus publicados na revista eletrônica Vestibular da Uerj entre 2009 e 2011. Com um estilo de escrita fácil, o professor parece estar conversando com seus alunos, respondendo a perguntas que volta e meia lhe são feitas. Os textos partem de um assunto maior, a educação, para, aos poucos, serem direcionados para temas mais específicos, como a produção de um bom texto e a questão da leitura, até chegar ao que intitula especulações filosóficas relacionadas à literatura, área em que é especialista.

Gustavo Bernardo aborda o papel do professor, argumenta sobre o controverso sistema de cotas implantado nos últimos anos nas instituições brasileiras, questiona o uso dos livros didáticos e opina sobre as influências do Big Brother e da leitura de Paulo Coelho na vida não só de seus alunos, mas de pessoas em geral. Como bom professor de literatura, refere-se constantemente a exemplos de autores, personagens ou enredos de seus livros preferidos. Entram em cena então figuras como Machado de Assis, Guimarães Rosa e Dom Quixote.

O que Gustavo Bernardo faz muito bem em Conversas com um professor de literatura é uma apologia à boa literatura, à escrita de qualidade, à reflexão sobre aprendizado e ensino e, especialmente, ao resgate do prazer e da importância da leitura.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Gustavo Bernardo, doutor em Literatura Comparada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), é professor e escritor, autor de romances e livros de ensaios premiados.

Página do autor +