Capa do livro Um Coração Singelo

Um Coração Singelo

Coleção Novelas Imortais

Autor: gustave flaubert

Tradução: Luiz De Lima

Preço: R$ 19,50

88 pp. | 14x20 cm

ISBN: 978-85-7980-110-5

Assuntos: FICÇÃO – ROMANCE/NOVELA, ROCCO JOVENS LEITORES

Selo: Rocco Jovens Leitores

Disponível em e-book

Preço: R$ 12,50

E-ISBN: 978-85-812-2340-7

Em estilo realista, perpassado de pungente ironia, Um coração singelo denuncia a trágica cegueira dos homens perante a verdadeira natureza das coisas. É a história de Felicidade, uma mulher que, dotada dos mais puros, inocentes e singelos sentimentos, teve a mais infeliz das existências.

O livro faz parte da coleção Novelas Imortais, organizada por Fernando Sabino, que reúne narrativas breves de autores de grandes clássicos universais, como Miguel de Cervantes, Herman Melville, R. L. Stevenson, Henry James, E. T. A. Hoffmann e outros, que volta às prateleiras em novo projeto gráfico, agora pelo selo Rocco Jovens Leitores.

Entre as pequenas obras-primas selecionadas e apresentadas pelo escritor mineiro que voltam às prateleiras com o objetivo de difundir obras talvez menos conhecidas, mas não menos geniais, de escritores consagrados, Um coração singelo é uma das mais refinadas realizações literárias do célebre autor de Madame Bovary.

No texto de apresentação, Sabino oferece ao leitor uma pequena introdução à vida e à obra de Flaubert. Já o ator e tradutor Luís de Lima consegue transmitir de maneira exemplar a expressividade original do escritor francês, conduzindo com exatidão o clima da história e descobrindo a palavra justa a cada linha, preocupação maior de Flaubert em sua busca pela perfeição.

 

 

Comente  
Instagram

O AUTOR

Gustave Flaubert nasceu na cidade de Rouen, França, em 1821, e morreu em Croisset, onde se refugiara para dedicar-se unicamente à elaboração de sua obra. Chegou a iniciar estudos de Direito em Paris, mas logo partiu para várias viagens ao exterior (Itália, Egito, Turquia, Argélia, Tunísia). Sua carreira literária teve início em 1857 com Madame Bovary, sua obra mais famosa. Seu trabalho literário caracteriza-se pela descrição objetiva de personagens e acontecimentos, e uma obstinada preocupação com o detalhe, excluindo qualquer sentimentalismo superficial que os temas pudessem inspirar. O seu Dictionnaire des idées reçues (Dicionário de lugares-comuns) foi traduzido no Brasil por Fernando Sabino. Em 1862 publicou Salambô, seguido de L’education sentimentale (A educação sentimental). Em 1874, La tentation de Saint Antoine (A tentação de Santo Antônio). Em 1877, lançou Trois contes, cada um num estilo: Heródias, em estilo bíblico, Saint Julien l’hospitalier, em estilo medieval, e Um coeur simple, em estilo realista. Seu último romance, Bouvard e Pecouchet ficou inacabado.

Página do autor +