Capa do livro Van Gogh e a Cor do Sol

Van Gogh e a Cor do Sol

Coleção Pintando o Sete

Autor: caulos

Preço: R$ 29,00

32 pp. | 21x21 cm

ISBN: 978-85-62500-36-7

Assuntos: INFANTIL, HISTÓRIA DA ARTE/TEORIA DA ARTE

Selo: Rocco Pequenos Leitores

Disponível em e-book

Preço: R$ 19,00

E-ISBN: 978-85-62500-84-8

Matisse, Magritte, Mondrian, Seurat e Giotto ganham agora a companhia do mestre holandês Van Gogh na coleção Pintando o Sete. No sexto volume da coleção premiada pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), o autor, artista plástico e ilustrador Caulos narra a trajetória de um dos maiores gênios da pintura com a simplicidade e o lirismo que marcam seus livros para crianças, feitos de textos curtos e precisos e traços graciosos e bem-humorados.

Em Van Gogh e a cor do sol, Caulos apresenta aos pequenos um pouco da vida, dos sonhos e da trajetória de Vincent Van Gogh (1853-1890), que deixou a escura Groot Zundert, sua cidade natal, para “pintar o mundo colorido e iluminado como pintavam os pintores lá na França”. Em busca do sol, o artista se estabeleceu em Arles, no sul da França, e lá produziu algumas de suas mais importantes obras – repletas de cores, luzes e traços inconfundíveis –, mesmo sem que ninguém desse muito valor a elas naquela época.

De forma simples e poética, Caulos consegue mostrar ao pequeno leitor – na medida exata da sua compreensão e sensibilidade – que a curta vida de Van Gogh, repleta de momentos dramáticos, foi bem mais sombria que seus quadros luminosos. Ainda assim, diz o autor, extraindo a essência da obra e do pensamento do artista: “o pintor holandês de barba vermelha e unhas sujas de tinta pintava com emoção, pintava sinceramente”.

Van Gogh e a cor do sol é uma bela homenagem a um dos maiores pintores de todos os tempos, capaz de encantar os olhos, aguçar a curiosidade e estimular a sensibilidade infantil.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Caulos – nome artístico de Luis Carlos Coutinho – é pintor, desenhista, escritor. Nasceu em Minas Gerais e vive há muitos anos no Rio de Janeiro. Desenha todos os dias, pinta nos outros. À noite escreve, assiste a muitos filmes antigos e alguns novos. Tem uma coleção de livros de arte e gosta de ler Eça de Queirós, Raymond Chandler e Júlio Verne, todos os dias.

Página do autor +

MÍDIA

Sopa de letras
Nota Globinho