Capa do livro Amor, Etc

Amor, Etc

Autor: julian barnes

Tradução: Léa Viveiros De Castro

Preço: R$ 32,00

208 pp. | 14x21 cm

ISBN: 85-325-1430-8

Assuntos: FICÇÃO – ROMANCE/NOVELA

Selo: Rocco

Os personagens de Em tom de conversa, publicado em 1991, são retomados em Amor, etc. Os amigos Oliver — boêmio irresponsável mas espirituoso — e Stuart — bancário gorducho e sem imaginação — disputaram o amor da restauradora de quadros Gillian, que se decidiu pelo primeiro, logo após o retorno da lua-de-mel com o segundo. Agora, Julian Barnes revisita o triângulo amoroso para ver como ele se desenvolveu desde então.

O autor optou por uma narrativa construída pelas vozes dos seus protagonistas, que dão versões diferentes dos mesmos fatos, devido às diferenças de personalidade entre eles. Entretanto, as vozes não se interpelam, mas se dirigem ao leitor, como se coubesse a ele, o "juiz", julgar o mérito das questões que surgem no decorrer do romance. O recurso acaba por evidenciar as contradições dos pensamentos dos narradores.

Amor, etc. começa com o retorno de Stuart a Londres depois de uma longa temporada na América, onde teve uma experiência bem-sucedida na direção de uma empresa de produtos orgânicos. Ele se casou e se divorciou novamente, mas adquiriu uma aparência física renovada pelos exercícios físicos e pelo dinheiro. Descobriu Oliver e Gillian ainda casados, com duas filhas, mas com uma situação financeira caótica.

Apesar da sua desenvoltura verbal e energia expressiva, Oliver não emplaca os roteiros de cinema que escreve, e seu temperamento o leva a uma depressão crônica. Ele e Gillian, que paga as contas com seus trabalhos de restauração, tornam-se financeiramente dependentes de Stuart e se vêem enredados no que poderia ser a salvação ou o princípio de uma grande vingança.

Se na primeira obra a verborragia de Oliver dominava a cena, desta vez cabe a Stuart comandar a ação e oferecer uma teoria que combate a idéia que o amigo-oponente faz do amor. Oliver acredita que o amor é tudo e o resto da vida é etc.. Stuart classifica o pensamento como "conversa fiada metida a besta", afirmando que algumas pessoas, como ele, só amam uma vez na vida, e agem baseadas nesta convicção. Gillian é responsável pela ambigüidade no clímax do romance: apresenta duas versões do evento que caracteriza a distância ideológica entre ela e os machos combatentes, e se coloca como principal vítima da disputa.

Aos poucos, a divertida história revela que o plano de Stuart atinge Oliver mortalmente. Este desenvolve uma profunda aversão por si mesmo, enquanto o outro passa de uma obsessão carinhosa para algo psicótico e assustador. Nesse sentido, Amor, etc. transforma-se num estudo curioso sobre a natureza da verdade e das compensações oferecidas pelo amor.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Finamente irônico, à inglesa. Dono de uma prosa concisa e elegante, igualmente sensível e vigorosa. Julian Barnes é um dos principais autores britânicos de uma geração criativa e consistente surgida no início dos anos 1980.

Página do autor +