Capa do livro O Assassino Cego

O Assassino Cego

Autor: margaret atwood

Tradução: Léa Viveiros De Castro

Preço: R$ 39,50

496 pp. | 14x21 cm

ISBN: 85-325-1327-1

Assuntos: FICÇÃO – ROMANCE/NOVELA

Selo: Rocco

O assassino cego deu à escritora Margaret Atwood o prêmio Booker Prizer 2000 e seu reconhecimento como primeira-dama das Letras. Ao narrar um romance dentro de outro romance, ela recria o Canadá dos anos 30 e 40, mistura segredos de família, ficção científica, interesses políticos, justiça social, mortes, reportagens de jornais e amores impossíveis.

Íris Chase Griffen é uma octogenária canadense pobre e de saúde debilitada que relata os principais acontecimentos que fizeram a história de quatro gerações dos Chase: da ascensão social, conquistada com a fábrica de botão fundada pelo avô Benjamin em 1870, até o seu casamento por interesse em 1935, com o rico industrial Richard Griffen. Iniciativa de seu pai para salvar a família da miséria, após a falência dos negócios, mas que comprometeu sua felicidade para sempre. Íris divaga a respeito desses eventos, fazendo uma retrospectiva de vida, e dos momentos que sucederam ao suicídio da irmã, a excêntrica Laura.

Quando o pai morreu, Laura viveu com Íris e o marido em Toronto até ser internada numa clínica psiquiátrica. Fugiu e só reapareceu depois do final da Segunda Guerra Mundial, na esperança de reencontrar seu grande amor, o escritor de revistas de ficção científica Alex Thomas. Com 25 anos, no entanto, suicidou-se, mas antes deixou para Íris sua coleção de cadernos infantis, algumas anotações, onde revelava a verdadeira causa da sua internação, e um romance.

Íris registrou os fatos, anotou as coisas que lembrava, as que imaginava e editou O assassino cego, primeiro e único romance póstumo de Laura Chase, que a tornou uma famosa autora, vingou a família da sucessão de tragédias e revelou aos leitores seu maior segredo de amor. Íris admite, inclusive, que viveu na sombra projetada por Laura, após o sucesso do livro.

Sexualmente explícito para o seu tempo, O assassino cego descreve um arriscado amor entre uma jovem rica e um fugitivo, nos turbulentos anos 30. Durante seus encontros secretos em quartos de aluguel, os amantes criam uma trama folhetinesca ambientada no planeta Zicron. Enquanto o leitor acompanha a narrativa inventada por um verdadeiro labirinto de sacrifícios e traições, a história real se desenrola. Ambas parecem perigosamente próximas e projetam-se na direção da guerra e da catástrofe.

Simultaneamente dramático, sedutor e engraçado, O assassino cego é marcado pelo microscópico poder de observação de Atwood, precisa e sensível em sua crítica social. A um tempo natural e sofisticadamente elaborada, a prosa de Atwood é capaz de transformar detalhes em impressionantes metáforas, repletas de humor vigoroso e requintado.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Uma das maiores escritoras de língua inglesa, Margaret Atwood foi consagrada com alguns dos mais importantes prêmios internacionais, como o Man Booker Prize (2000) e o Príncipe de Astúrias (2008), pelo conjunto de sua obra, além de ter sido agraciada com o título de Cavalheira de L’Ordre des Art et Lettres, na França. Tem livros publicados em mais de 30 idiomas e reside em Toronto, depois de ter lecionado Literatura Inglesa em diversas universidades do Canadá e dos Estados Unidos e Europa. Transita com igual talento pelo romance, o conto, a poesia e o ensaio, e se destaca por suas incursões no terreno da ficção científica, em obras como O conto da aia e Oryx e Crake, ambos publicados pela Rocco.

Página do autor +