Capa do livro Pornô

Pornô

Autor: irvine welsh

Tradução: Galera & Pellizari

Preço: R$ 49,50

480 pp. | 16x23 cm

ISBN: 85-325-1965-2

Assuntos: FICÇÃO – ROMANCE/NOVELA

Selo: Rocco

Disponível em e-book

Preço: R$ 29,50

E-ISBN: 978-85-8122-430-5

Em Pornô, o escritor escocês Irvine Welsh retoma os personagens de Trainspotting, romance que lhe rendeu o status de grande nome da literatura britânica moderna e virou filme de sucesso internacional. A nova trama se passa dez anos após a história original, com sua célebre galeria de desajustados vivendo os suspiros finais da juventude. Drogas, paranóia, violência e traição continuam figurando entre os ingredientes principais, mas a eles somam-se agora doses cavalares de sexo e vingança, sempre com o humor ácido e surpreendente de Welsh.

Como Pornô pode ser perfeitamente apreciado sem a leitura prévia de Trainspotting, não cabe aqui relembrar o final do primeiro livro, pois isso poderia frustrar aqueles que porventura ainda não tenham lido aquele que é um dos romances fundamentais dos anos 90. Basta dizer que, desta vez, a figura central da história é Sick Boy, que agora prefere ser chamado pelo seu nome pomposo, Simon David Williamson. Cansado de trabalhar para os outros e de explorar prostitutas viciadas em heroína e crack, ele resolve investir num negócio próprio, reabrindo um pub decadente que sua tia está passando adiante. Mas não é tão simples assim emergir do submundo. Simon acaba usando o estabelecimento comercial como base para seu mais novo negócio escuso: filmes pornográficos produzidos, dirigidos e estrelados por ele. O pária tem uma idéia inovadora para um vídeo do gênero e está disposto a tudo para concretizá-la.

Nikki Fuller-Smith é a parceira de Simon no sexo com fins lucrativos. Ela é uma estudante de cinema entediada, ávida por experiências excitantes e pela fama. Para financiar seus estudos, ela masturba senhores idosos numa sauna, mas é péssima no ofício. Nikki deixa tudo isso para trás quando conhece Simon, com quem mergulha numa realidade muito mais agitada, perigosa e indigna, que é exatamente o que ela procura.

Pouco a pouco, os personagens de Trainspotting vão aparecendo: o violentíssimo Frank Begbie está prestes a sair da cadeia e só consegue pensar em acabar com a raça de Mark Renton, que se tornou um bem-sucedido dono de boate em Amsterdã, enquanto Danny "Spud" Murphy planeja escrever um livro que o tire da miséria. Simon localiza Renton e pede sua ajuda para roubar o dinheiro que precisa para financiar seu filme pornô revolucionário. Assim, um vai reencontrando o outro, cada qual com seu próprio plano para se dar bem à custa dos demais. O conflito é inevitável. Ainda mais quando há tantas desavenças antigas por resolver, fartura de drogas pesadas e nenhuma moral.

Todos os capítulos de Pornô são narrados em primeira pessoa, com os personagens principais se revezando na condução da narrativa. O recurso deixa evidente a má intenção e a amoralidade de cada um. Fica claro que Irvine Welsh continua imbatível na descrição do submundo britânico.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Humor e ironia causticamente refinados. Eis as marcas de Irvine Welsh, aclamado (e controverso) autor de romances, contos, peças e roteiros. Antes de ser escritor, foi técnico de TV, cantor e guitarrista de bandas obscuras de punk rock, e especulador imobiliário. Em 1993, publicou seu primeiro romance,Trainspotting, sobre o submundo dos jovens britânicos viciados em heroína. Sucesso de público e crítica, o livro ganhou as telas em 1996, pelas mãos do diretor Danny Boyle. Natural de Edimburgo, Escócia, Welsh afirma ter nascido em 1958. Outras fontes, porém, citam 1961, e mesmo 1951 — polêmica irrelevante. O que importa é o talento narrativo que o consagrou como um dos mais brilhantes autores britânicos surgidos nos anos 1990.

Página do autor +