Capa do livro Do Outro Lado da Mancha

Do Outro Lado da Mancha

Autor: julian barnes

Tradução: Roberto Grey

Preço: R$ 25,50

164 pp. | 14x21 cm

ISBN: 85-325-1269-0

Assuntos: FICÇÃO – CONTO

Selo: Rocco

As dez histórias curtas deste livro trazem situações e personagens bem distintos, com um tema em comum: as experiências de britânicos que cruzaram o Canal da Mancha para viver algum tempo na França. Com estilo impecável, Julian Barnes trata da relação ambivalente entre britânicos e franceses. O escritor usa muitos eventos reais como base para sua ficção, o que torna a leitura agradável e instrutiva. Seu texto viaja por tempos diversos, da Idade Média ao futuro, e vai além da relação entre países vizinhos para abordar questões universais.

O conto Interferência relata o cotidiano de um velho compositor que vive com a mulher em uma vila francesa. Enquanto ele espera a morte e os discos encomendados pelo correio, escuta música pelo rádio, mas irrita-se com os motores dos vizinhos, que atrapalham a transmissão. A segunda história, Entroncamento, descreve a construção da ferrovia Rouen–Le Havre, inaugurada em 1846. Milhares de trabalhadores britânicos convivem com seus colegas franceses e se comunicam num patois, mistura das duas línguas.

Em Experiência, avança-se até o final do século XX e recorda-se o passado. Tio Freddy conta ao narrador sobre seu encontro com o grupo surrealista francês em 1928, quando participou de um inusitado experimento sexual. Melão retrocede ao século XVIII, época em que a Revolução Francesa interferia nos jogos de críquete entre aristocratas franceses e ingleses. Eternamente é a história da velha senhorita Moss, que todos os anos viaja à França e se devota à lembrança do irmão Sammy, soldado morto na Primeira Guerra Mundial.

Gnossienne tem como protagonista um escritor contemporâneo que abomina congressos literários, mas um dia recebe um convite peculiar para um congresso no interior da França, cuja única finalidade é "comparecer". O conto Dragões trata de um episódio ocorrido à época da perseguição dos protestantes pelos católicos numa aldeia medieval. O saboroso Brambilla mostra a vida de Andy, ciclista "durão" que participa do famoso Tour de France. A história é contada em primeira pessoa, alternadamente por Andy e por sua mulher Cristine, dançarina de strip-tease.

Em Hermitage, retrocedemos ao final do século XIX para encontrar Emily e Florence, duas amigas íntimas que resolvem comprar um decadente vinhedo à margem do rio Gironde. Aos poucos elas recuperam a propriedade e se tornam exímias produtoras de vinho. No último conto do livro, Túnel, um inglês idoso viaja de Londres a Paris pelo EuroStar, trem que passa sob o Canal da Mancha, no ano de 2015. Pelo caminho, recorda episódios pitorescos de sua vida. Este último personagem é o próprio Julian Barnes.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Finamente irônico, à inglesa. Dono de uma prosa concisa e elegante, igualmente sensível e vigorosa. Julian Barnes é um dos principais autores britânicos de uma geração criativa e consistente surgida no início dos anos 1980.

Página do autor +