Capa do livro O Homem da Areia

O Homem da Areia

Coleção Novelas Imortais

Autor: e.t.a. hoffmann

Tradução: Ary Quintella

Preço: R$ 19,50

88 pp. | 14x20 cm

ISBN: 978-85-7980-002-3

Assuntos: FICÇÃO – ROMANCE/NOVELA, ROCCO JOVENS LEITORES

Selo: Rocco Jovens Leitores

Disponível em e-book

Preço: R$ 12,50

E-ISBN: 978-85-81220-16-1

Idealizada por Fernando Sabino, a coleção Novelas Imortais, que a Rocco relança com novo e ousado projeto gráfico, agora pelo selo Rocco Jovens Leitores, reúne narrativas breves de autores de grandes clássicos universais, como Miguel de Cervantes, Herman Melville, R. L. Stevenson, Gustave Flaubert, Henry James, E. T. A. Hoffmann, entre outros. São pequenas obras primas selecionadas e apresentadas pelo escritor mineiro que voltam às prateleiras com o objetivo de difundir obras talvez menos conhecidas, mas não menos geniais, de grandes escritores, agora ao alcance dos jovens brasileiros.

Um dos maiores nomes da literatura fantástica de todos os tempos, o alemão Ernst Theodor Amadeus Hoffmann (1776-1822), autor deste O homem da areia, foi também compositor, empresário de teatro, crítico musical e advogado durante os seus breves 46 anos de vida. A paixão pela música era tão grande que Hoffmann trocou seu terceiro nome, Wilhelm, por Amadeus, em homenagem a Wolfgang Amadeus Mozart, ficando conhecido como E. T. A. Hoffmann, quando na verdade chamava-se Ernst Theodor Wilhelm Hoffmann.

Aclamado como um dos mais expressivos novelistas alemães, Hoffmann influenciou uma série de grandes escritores com suas histórias de terror e mistério – de Baudelaire, Maupassant, Poe e Dostoievski a Álvares de Azevedo e Fagundes Varella, para citar dois brasileiros –, graças a um “poder de imaginação que o levava às fronteiras da clarividência”, conforme destaca Fernando Sabino no texto de apresentação do livro. De fato, seu “senso do grotesco, do mórbido, do fantástico, do sobrenatural – e sua extraordinária intuição ao penetrar nos domínios do subconsciente, como verdadeiro precursor das explorações da moderna psicologia”, novamente nas palavras de Sabino, garantiram ao escritor lugar de destaque na literatura universal.

O homem da areia reúne as principais características da obra de E. T. A. Hoffmann. Nesta novela, publicada em 1817, o autor apresenta o jovem Natanael por meio de cartas escritas ao amigo Lothar, irmão de sua noiva Clara. Perturbado por uma visita inesperada que o remete a uma sinistra lembrança de infância e provoca nele os mais inquietantes pressentimentos, Natanael conta em suas cartas a história do Homem da Areia, segundo a família do menino um homem perverso que jogava areia nos olhos das crianças para depois arrancá-los e comê-los, quando elas não queriam dormir. Mergulhando o protagonista numa espiral de medo, tensão e loucura que o leva ao manicômio, Hoffmann conduz a trama para um desfecho assustador e surpreendente.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Ernst Theodor Amadeus Hoffmann nasceu em Koenigsberg, a 24 de janeiro de 1776, e faleceu em Berlim, a 25 de junho de 1822. Criado por um tio que não demonstrava interesse por seu temperamento sonhador e seus dons artísticos, estudou direito e exerceu atividades jurídicas em diversas cidades, mas sempre mantendo-se ligado às artes, especialmente à literatura e à música.

Página do autor +