Em primeira pessoa

Delicioso desafio

por Cláudia Mello Belhassof
22 de abril de 2016


Não é à toa que Samantha Shannon tem sido comparada a grandes nomes da literatura jovem atual, como J. K. Rowling e Suzanne Collins. O mundo criado por ela é extremamente criativo e inovador.

Na distopia inventada por Samantha, os clarividentes vivem no submundo, cometendo pequenos crimes em Londres, e a cidade é controlada por uma força policial chamada Scion. A protagonista, Paige Mahoney, é presa e levada para uma colônia construída na antiga cidade de Oxford, onde os clarividentes são usados como escravos e alimento dos Rephaim, uma raça humanoide. É nessa colônia penal que se desenvolve a trama do primeiro livro da série.

temporada dos ossos_1Traduzir este livro foi um desafio delicioso. A autora dividiu os clarividentes em classes, e alguns deles usam objetos para ativar a clarividência. A nomenclatura dos videntes é extraída desses objetos, ou seja, existem nomes óbvios, como os cristalomantes, que usam cristais para ler o futuro, e outros que exigiram uma boa pesquisa, como os capnomantes, que usam a fumaça para esse fim.

Acabei traduzindo num ritmo mais rápido para saber o que acontecia nas páginas seguintes da trama. Em alguns momentos, cheguei a perder o fôlego. Paige Mahoney é forte e determinada, não se rende com facilidade aos problemas que enfrenta no dia a dia, seja em Londres ou na colônia penal de Oxford. Os laços de amizade e os traços psicológicos dos personagens também chamam a atenção neste livro, que mistura ação, crimes e política de um jeito extraordinário. Espero que vocês curtam ler Temporada dos ossos do mesmo jeito que eu amei traduzi-lo.

*Claudia Mello Belhasoff é tradutora literária de inglês para português desde 2003, atualmente especializada em livros juvenis.

Tags1: , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *