Em primeira pessoa

COMO SURGIU “POR UM TOQUE DE OURO”

por Carolina Munhóz
1 de junho de 2015


“Depois dizem que é sorte.”

Essa é uma das frases mais repetidas por mim e meu marido. Normalmente, a utilizamos quando estamos sem dormir, virando a noite para finalizar algo importante, ou em mais um final de semana / feriado trabalhando ou atrasados para alguma reunião.

Mas por que usamos essa frase?

Quando você chega em um ponto bacana de sua vida profissional, é muito fácil as pessoas julgarem que todos os seus ganhos são por conta do fator “sorte”. É mais fácil acreditar em acaso do que em trabalho duro. Ao se ter uma carreira artística, essas teorias aumentam e fica difícil saber o que foi graças ao esforço ou graças ao Universo. Por isso, em momentos difíceis ou de sacrifício pessoal como os citados, gostamos de nos lembrar como tudo de bom que acontece em nossas carreiras é por conta dessas horas, dias, semanas, meses e anos de intenso foco e planejamento. Felizmente ou infelizmente, não é “só” por sorte.

Foi pensando nisso que me veio a ideia de Por um toque de ouro – Trindade Leprechaun.

carol-blogEra 2013, estava em um avião saindo da Cidade do México para o Rio de Janeiro. Eu e Draccon discutíamos sobre a possibilidade de publicarmos pela Rocco. Tínhamos recebido a proposta há um tempo e fiquei pensando sobre o que iria escrever. A Rocco sempre foi a minha editora dos sonhos e sentia uma responsabilidade grande em meus ombros, afinal seria a minha primeira trilogia, e ainda com uma nova criatura.

Muitas ideias me vieram à mente: bruxos, elfos, sereias, entre outros. Contudo, ao lembrar de nossa tradicional frase pensei: por que não Leprechauns?

Já tinha  pensado em um plot com esse tipo de criatura mágica, mas sentia que o tom daquela ideia não combinava com a proposta da Fantástica Rocco. Parei e percebi que deveria voltar às minhas raízes, focando mais no clima de meus primeiros livros, só que com uma ambientação nova.

Foi assim que Emily O’Connell e sua vida em Dublin surgiu!capa por um toque

Em Por um toque de ouro quis reinventar um pouco das lendas sobre essas figurinhas barbudas carimbadas da Irlanda. Transformá-las em algo mais Jovem-Adulto e contemporâneo. Então comecei a pensar: e se existissem pessoas que realmente conseguissem tudo por sorte? E se esses bilionários que ganham e perdem fortunas de um dia para o outro fossem a base da lenda dos Leprechauns?

As perguntas que surgiram começaram a cada vez mais me empolgar, e por sorte (hehehe) tinha uma viagem marcada para a Irlanda no mês seguinte. Parecia que o destino me dava um pouco desse toque divino.

Assinei com a Rocco e embarquei nessa aventura. Pude conhecer lugares maravilhosos e desbravar todos os cantinhos de Dublin, tudo para poder trazer um cenário completo para vocês.

O livro chega então agora em junho nas livrarias, e nas próximas semanas passarei por algumas cidades autografando a obra. Estou MUITO animada com essa nova jornada e ansiosa para escrever os próximos livros.

Espero que apreciem essa viagem pela Irlanda e pela vida dos abençoados.

Nos vemos no final do arco-íris…

Beijos feéricos,

Carolina Munhóz

 Conheça os cenários mágicos de “Por um toque de ouro” em nosso mapa no Pinterest

 

carol-munhoz_pequenaCarolina Munhóz

Carolina Munhóz é escritora, jornalista e integrante do maior site de Harry Potter do Brasil, o Potterish, e do podcast RapaduraCast. Eleita a melhor escritora pelo Prêmio Jovem Brasileiro de 2011, lança este mês, agosto, pelo selo Fantástica Rocco, O Reino das vozes que não se calam, escrito com Sophia Abrahão.

 

Tags1: , , , ,

Comentários sobre "COMO SURGIU “POR UM TOQUE DE OURO”"

  1. Boa tarde, comprei o livro e achei maravilhoso! Não consegui parar de ler e os detalhes foram perfeitos. conseguia imaginar as cenas e o livro me levava para um mundo totalmente diferente. REALMENTE ADOREI! Agora minha pergunta é: quando sairá a continuação porque já estou mais que ansioso para ver o desfecho dessa historia!! Desde já agradeço toda a atenção ♥

Deixe uma resposta para Jorge Wesley Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *