O universo do tradutor de Alex Woods

por Santiago Nazarian
13 de junho de 2014


Minha carreira como tradutor está intimamente ligada à minha carreira como autor. As duas começaram juntas, há quase doze anos, quando assinei contrato de autor com a Editora Planeta e, como jovem pretensioso que morara fora do país, me considerava também apto a traduzir obras literárias. Foram muitas barbeiragens, confesso, mas aos poucos fui moldando meu repertório de tradutor, ao mesmo tempo que firmava um tom em minhas obras. Pouco identificável no Brasil, é um tom que se encaixa entre o pop e o literário, ecoando particularmente entre jovens leitores, embora não se restrinja à literatura juvenil. Tornando-me conhecido por isso como autor, foi natural que as traduções que chegassem a mim passassem pelo pop e pelo juvenil, e assim fui me especializando na linguagem “soltinha”, coloquial, na linguagem jovem, que requer um talento todo especial.

O Universo contra Alex Woods é um texto de valor literário camuflado. Aparentemente um romance juvenil, como tantos outros, sobre um jovem deslocado e nerd. Também pode se acreditar que é um melodrama da amizade de um menino com um velhinho. Ou um roadbook divertido com uma dupla insólita. O livro tem tudo isso, mas vai muito além. Levei um tempo para entender que a linguagem de Alex Woods (o personagem) não era a linguagem de um jovem padrão, e que a narrativa de Alex Woods (o romance) não iria se entregar ao sentimentalismo fácil nem às modernices adolescentes. É uma história muito particular, com um estilo muito particular, que me trouxe um grato aprendizado como tradutor e autor.

Com doze anos de carreira e pouco mais de cinquenta livros traduzidos, O Universo contra Alex Woods é um livro que já ecoa para mim. Um prazer e um aprendizado, reafirmando para mim que não basta recorrer a fórmulas, cada livro tem seu próprio tom, é preciso deixar a mente aberta ao que o texto tem a oferecer e embarcar na viagem. Sem preconceitos. A boa literatura é sempre o triunfo da individualidade.

Santiago Nazarian é escritor e tradutor.

TAGS: Gavin Extence, O Universo contra Alex Woods, Santiago Nazarian, Tradução,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *