O traço além do texto

Uma entrevista com Fran Junqueira, ilustradora de O estranho caso do sono perdido
24 de novembro de 2016


Fran Junqueira é ilustradora e Mestre em Artes Visuais. Começou sua aventura com livros infantojuvenis em 2013 e já ilustrou mais de dez histórias. Vive e trabalha no Rio de Janeiro em um apartamento cheio de plantas, monstros e dois gatinhos. É muito amiga de seu Sono, um búfalo dançarino grandalhão, que sempre chega sem ser convidado. Nesta entrevista, Fran conta um pouco do processo de trabalho em O estranho caso do sono perdido, o novo livro infantil de Míriam Leitão, que conta a aventura de uma menina e sua avó pelo mundo dos sonos e da imaginação.

o-estranho-caso-do-sono-perdido

 Para você, qual é o maior desafio ao ilustrar um livro infantil? 

Ilustrar é um trabalho de troca com o texto e tem tantos desafios que escolhi um principal para mim: tentar contar uma história além do texto escrito. Os livros que admiro são aqueles com surpresas escondidas, detalhes que o leitor vai encontrar com o olhar mais atento, às vezes depois de ler várias vezes, quando a narrativa já está na cabeça e as palavras se misturam com a imaginação, para a criança que ainda não sabe ler e encontra aquele presente guardado no desenho ou pesca uma referência escondida.

 – O que mais surpreendeu você em O estranho caso do sono perdido

Essa história é bacana porque começa ao contrário: a criança que põe o adulto para dormir! A neta ajuda a avó insone, mostrando que os adultos têm (e muito!) o que aprender ou reaprender com os pequenos.

rascunho-rei-dos-sonos

4-r
 – Poderia contar um pouco do seu processo de trabalho no livro?

Eu geralmente começo escolhendo a paleta de cores, depois crio os personagens principais e também defino um pouco a técnica ou o estilo que quero usar. Eu procurei criar ambientes que fossem lúdicos e com um toque antiguinho no mobiliário e, apesar de ter sido completamente feito digitalmente, utilizei um pincel que simula a textura de um lápis e, em alguns momentos, de lápis de cera. Esse livro tem uma característica que eu amo: personagens carismáticos e únicos. Foi um grande prazer pensar cada um deles, suas roupas, expressões e cores. Em alguns momentos, eu até consegui imaginá-los andando e falando!

 fran– Qual personagem da história foi o mais difícil de criar e por quê?

Os mais difíceis foram os humanos! Porque quando você desenha algo totalmente fantasioso, pode deixar solta a imaginação, como é o caso dos Sonos que são monstrinhos. Mas quando é algo que existe, como uma avó, você tem que dar um jeito de criar algo inesperado, que tire um sorriso, como no caso do livro, onde ela saiu bem jovem e antenada, com suas mechas brancas e cabelo moderno.

– Quais são suas técnicas preferidas e suas referências como ilustradora?

Eu trabalho com ilustração digital, o que me dá muita liberdade para inserir texturas virtuais (tecidos, estampas, simulação de aquarela, de canetinha…) e também torna mais fácil mudar de ideia, corrigir e poder deixar a composição geral do livro mais coesa, através das cores, por exemplo. Minha ilustradora-musa-inspiradora é a Elena Odriozola. Mesmo nosso estilo não sendo parecido, o universo que ela cria, tão silencioso e delicado, aliado aos ângulos inesperados e o traço me fazem sorrir com o coração.

rascunho-ilustra

– No seu trabalho, especialmente, e na vida de forma geral, o que tira o seu sono e o que te faz sonhar acordada?

O processo de feitura de um livro para mim tem os dois momentos! Quando recebo o texto, minha cabeça viaja em um turbilhão de referências e desejos do que quero fazer, são tantas possibilidades de sonho… Tem a animação de receber o texto e entrar naquele mundo novo e logo também a ansiedade por decidir qual será a “cara” da história. Eu só consigo apreciar o processo novamente quando decido qual caminho seguir. Depois só volto a perder o sono se não consigo chegar perto do que planejei ou o prazo de entrega fica muito apertado!

TAGS:

Comentários sobre "O traço além do texto"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *