Lançamentos de Setembro

Conheça os novos títulos da Rocco, Anfiteatro, Fábrica231 e Pequenos Leitores
3 de setembro de 2018


Rocco

A MENINA DA MONTANHA

A trajetória real da americana que pisou numa sala de aula pela primeira vez aos 17 anos até a conquista do doutorado em Cambridge

Tara Westover

Considerado o melhor livro de memórias dos últimos tempos, A menina da montanha narra a história verídica de superação da jovem Tara Westover. Criada nas montanhas de Idaho, nos Estados Unidos, sem acesso à escola, livros ou médicos até os 17 anos, Tara cresceu totalmente isolada da sociedade, sem ninguém para oferecer uma educação formal, ou para protege-la dos ataques violentos de um irmão mais velho. Quando um dos irmãos da jovem conseguiu chegar à universidade e trouxe notícias da vida além das montanhas, Tara decidiu tentar um novo estilo de vida. Ela aprendeu, de forma autodidata, matemática, gramática e ciência, e conseguiu chegar à universidade, onde estudou psicologia, política, filosofia e história. Sua busca por conhecimento a levou para Harvard e Cambridge. E sua história se transformou em um livro de sucesso, publicado quando ela tinha apenas 29 anos. Narrado com ritmo e fôlego de romance, o relato autobiográfico está há mais de 20 semanas no ranking do The New York Times, e já figura entre as principais listas dos mais vendidos do Reino Unido, Canadá, Itália e Irlanda, países onde foi lançado.

 

MULHERES QUE CORREM COM OS LOBOS

Clarissa Pinkola Estés

Os lobos foram pintados com um pincel negro nos contos de fada e até hoje assustam meninas indefesas. Mas nem sempre eles foram vistos como criaturas terríveis e violentas. A analista junguiana Clarissa Pinkola Estés acredita que na nossa sociedade as mulheres vêm sendo tratadas de uma forma semelhante. Ao investigar o esmagamento da natureza instintiva feminina, Clarissa descobriu a chave da sensação de impotência da mulher moderna. Abordando 19 mitos, Estés mostra como a natureza instintiva da mulher foi sendo domesticada ao longo dos tempos, num processo que punia todas aquelas que se rebelavam. Mas sua energia vital, segundo ela, pode ser restaurada por escavações “psíquico-arqueológicas” nas ruínas do mundo subterrâneo. Até o ponto em que, emergindo das grossas camadas de condicionamento cultural, apareça a corajosa loba que vive em cada mulher. Clássicos dos estudos sobre o sagrado feminino e o feminismo, livro é o primeiro de uma série de longsellers da Rocco a ganhar edição com novo projeto gráfico e capa dura.

 

O ARTISTA DA FACA

Irvine Welsh

Nesta continuação de Pornô, o afiado Irvine Welsh retoma os desajustados personagens que o consagraram em Transpotting para acompanhar a trajetória do psicopata escocês Francis “Franco” Begbie. Agora pretensamente recuperado e sob nova identidade, Begbie parou de beber e de usar drogas, está casado com a sua terapeuta de tempos da prisão, uma americana rica, e mora na Califórnia com duas filhas pequenas. Ele faz sucesso e dinheiro produzindo esculturas mutiladas de celebridades: “Na argila ou em carne viva, meu talento era ferir pessoas’, afirma. Aparentemente, sua loucura está sob controle. Até o dia em que dois homens ameaçam a mulher e as filhas dele na praia, e toda a sua violência reprimida volta novamente à tona.

 

TRÊS AMIGAS, NO RITMO DO BLUES

Edward Kelsey Moore

Depois de conduzir o leitor a uma pequena cidade do interior dos Estados Unidos e acompanhar de perto a rotina e as agruras das inseparáveis Odette, Clarice e Barbara Jean em Três amigas, todo domingo, o músico de formação e escritor Edward Kelsey Morre está de volta com mais uma história de amor, família e perdão, no lançamento Três amigas, no ritmo do blues. Dessa vez, a mãe super religiosa de Clarice, Miss Beatrice, está prestes a se casar com Forrest Paine, o proprietário de um clube noturno cuja reputação não é das melhores. A cerimônia traz à cidade Sr. El Walker, lendário bluesman que havia jurado nunca mais botar o pé no lugar para evitar revirar lembranças dolorosas. Ele não é o único, no entanto, com dificuldades em se reconciliar com o passado. As três velhas amigas Odette, Clarice e Barbara Jean, que atravessaram tantos bons e maus momentos juntas, se esforçam para superar o passado e viver o presente de forma plena, aprendendo a transformar dor em amor.

 

TUDO QUE VOCÊ QUISER QUE EU SEJA

Mindy Mejia

Hattie Hoffman passou os 17 anos de sua vida representando papéis – de boa filha, ótima aluna, namorada ideal. Mas Hattie espera mais do que isso da vida, e o que ela deseja acaba se tornando muito, muito perigoso. Quando a jovem é encontrada brutalmente assassinada, todos da cidadezinha onde vivia ficam estarrecidos com o crime. Logo vem à tona que Hattie estava envolvida num relacionamento com potencial explosivo. A questão é: alguém mais sabia disso? Será que o namorado de Hattie seria capaz de cometer um crime, se soubesse da traição? Ou será que o comportamento impulsivo da jovem a colocou no lugar errado, na hora errada? Com uma trama repleta de reviravoltas, Tudo que você quiser que eu seja desafia o leitor a reconhecer o tênue limite entre inocência e culpa, identidade e decepção. E fica a questão: o amor leva ao autoconhecimento ou à destruição?

 

Anfiteatro

POR UMA EDUCAÇÃO CRÍTICA E PARTICIPATIVA

Frei Betto

Um estudo de 2017 da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico coloca o Brasil em penúltimo lugar no ranking de educação, numa lista de 36 países, à frente apenas do México. Um dos maiores e mais graves problemas estruturais do país, a Educação é passada em revista pelo doutor em Filosofia, monge dominicano e escritor respeitado, Frei Betto, neste lançamento do selo de Ideias e debates da Rocco, Anfiteatro. No livro, ele aborda temas como família e educação; mídia e cidadania; o papel da universidade e a educação das classes populares, fazendo sugestões viáveis para iniciar uma mudança imediata de paradigma, sem necessidade de criação de novos órgãos ou programas governamentais.

 

Fábrica231

PANCADARIA

Por dentro do épico conflito Marvel vs DC

Reed Tucker

Antes mesmo de os super-heróis se digladiarem nas páginas das histórias em quadrinhos, as duas maiores editoras que as publicam – as americanas Marvel e DC – estão trocando socos para decidir quem é a melhor. Elas são detentoras das propriedades dos personagens mais icônicos da cultura pop. A DC Comics tem em suas mãos o Super-Homem, o Batman e a Mulher Maravilha, para citar apenas três dos mais conhecidos personagens. A Marvel não fica atrás e publica as aventuras do Capitão América, Homem-Aranha, Vingadores e X-Men, entre outros de um rico universo de mitos pop. Há mais de cinco décadas, Marvel e DC travam uma batalha épica pela supremacia de seus heróis de collant. E o que está em jogo nessa disputa não são apenas as vendas, mas a relevância cultural e os corações de milhões de fãs. Pancadaria – Por dentro do épico conflito Marvel VS DC, do jornalista norte-americano Reed Tucker, revela como essa rivalidade começou e não para de crescer, dividindo os fãs de super-heróis em duas tribos. Afinal, quem é melhor: Super Homem ou Thor? Liga da Justiça ou Vingadores? Batman ou Capitão América?

 

Rocco Pequenos Leitores

O GALO GAGO

Antonio Carlos Secchin

Antonio Carlos Secchin estreia na literatura para crianças com um poema cheio de significados. Em O galo gago, o acadêmico apresenta uma visão curiosa sobre o fluxo do tempo e como é essencial que depois do dia venha a noite e, seguida a ela, venha novamente o dia. Se não fosse mais assim? Se Sol e Lua não percebessem a hora de chegar e a hora de ir? E, o mais importante, se apenas o galo fosse responsável por avisar Sol e Lua e não pudesse cumprir sua tarefa direito? A festa dos bichos fica mais animada com as cores de Clara Gavilan. Os traços leves da ilustradora conferem ao livro uma atmosfera de inocência, quase naïf. Todos os personagens são bastante expressivos, o que favorece a identificação da criança com o texto.

TAGS: lançamentos, Setembro,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *