As capas dos livros eróticos

Designer gráfico fala sobre processo criativo
24 de fevereiro de 2015


Fazer uma capa de livro não é uma tarefa fácil. É preciso traduzir em imagens o espírito do conteúdo que preenche as páginas. Um livro policial, por exemplo, cheio de mistérios e crimes, provavelmente não terá uma capa muito colorida, com imagens que nos remetam a um cenário encantador. Assim como é provável que um livro sobre um romance de verão não tenha uma capa sombria e amedrontadora.

Agora, você já pensou como são feitas as capas dos livros eróticos? O nosso designer gráfico Pedro Lima nos contou como funciona o processo criativo para compor capas voltadas especificamente para o público adulto. Sempre com classe, sensualidade e fugindo da vulgaridade.

estudo_blog_1

 

Qual foi, está sendo o principal desafio, na concepção visual de capa para livros eróticos? É a primeira vez que trabalha com capas para esse gênero?
– O erotismo em si é cheio de clichês mas acho que fugir deles é um desafio. É a primeira vez que faço capas para esse segmento, mas no passado já trabalhei fazendo anúncios para um editora que só publicava livros eróticos. Esta, por sua vez, era bastante clichê e funcionava bastante.

Quais são as principais referências?
– Além da leitura do livro para tentar captar o ambiente e o clima da história, as buscas por referências vão desde capas do segmento até mesmo produtos. Costumo imaginar a reação das pessoas ao ver uma capa. Dentre tantos livros numa livraria, a capa é o primeiro contato com o leitor, então busco referências que façam com que esse leitor seja captado de alguma maneira.

HotellesQual é a linha entre o sexy, o sensual, e o vulgar?
– Como acertar o tom? Boa pergunta! Como ser sexy e sensual sem ser vulgar? É uma linha tênue e varia muito de acordo com quem observa, com certeza. No entanto, acho que é algo bem parecido com a vida real. Uma capa se comunica com o mundo através de imagens, cores, texturas e a melhor escolha desses elementos é o acerto desse tom.

Houve alguma diferença no processo em si, em comparação com a concepção de capas de livros de outros gêneros?
– O processo de criação da capa é o mesmo, o que muda mesmo é o que encontramos no caminho até o estudo final. Essa busca pode ser um tanto divertida e inusitada.

estudo_blog_2A pesquisa de imagens rendeu algum caso curioso, inusitado?
– Algo que percebi em bancos de imagem é que a imagem de mulheres está muita mais ligada às palavras-chave dessa busca que os homens. Se você quer um homem numa capa, por exemplo, é mais difícil achar uma imagem. Percebi também que mesmo que tentemos fugir do clichê, as imagens de alguns bancos não fogem nem um pouco. Às vezes temos uma imagem perfeita para a capa na nossa cabeça, mas até você encontrar, isso quando consegue, leva-se um bom tempo.

TAGS: Capas, Designer Gráfico, entrevista, LIvros, Livros Eróticos, Pedro Lima,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *