A magia que espalhamos pelo mundo

Professores de Hogwarts 6/6 - Por Daniel Austie
8 de fevereiro de 2017


professores-de-hogwarts-especial-2

Você também tem aquele professor que mudou sua vida?
Como um bom Lufano, quase morri de felicidade quando fui convidado para escrever sobre a influência dos professores de Hogwarts em seus alunos. Porque sempre vi em meus professores figuras de acolhimento e autoconfiança e, claro, porque todos nós, Potterheads, também fomos moldados pelos Mestres de Hogwarts.

Tenho certeza de que muitas vezes J. K. Rowling emprestou sua voz aos professores (não apenas ao Dumbledore). Isso sem contar suas crenças e visões de mundo. E é tão importante dar a essas figuras uma carga de protagonismo. Afinal, a última coisa que adolescentes querem é amar seus professores. E nós acabamos amando muitos deles.

Para começar, percebam o poder da mensagem: uma escola mudou a vida de Harry.

O garoto chega a Hogwarts ultracarente de figuras exemplares (não precisamos ficar falando aqui de como os Dursley eram o melhor exemplo de como não criar uma criança). E, no fim das contas, ele teve tais figuras de sobra.

Hagrid, acredito, deixou em Harry o condão de sempre seguir seu coração, além de ser seu grande guardião. Hagrid salvou Harry dos escombros, em Godric’s Hollow, salvou Harry dos Dursley e, anos depois, foi quem trouxe Harry de volta do mundo dos mortos, nos braços. Hagrid, que sabia na pele o que é o preconceito, ensinou o Trio de ouro a seguir suas intuições, a lutar e enfrentar o que viesse, a ser tudo o que quisessem, sem medo do julgamento do mundo. Isso e mais um monte daquelas pistas que ele não deveria ter dito.

Rubeo Hagrid

“(…) tem até gente que finge que tem ossos grandes em lugar de se levantar e dizer ‘eu sou o que sou e não me envergonho disso’. ‘Nunca se envergonhe’, meu velho pai costumava dizer, ‘tem gente que vai usar isso contra você, mas não vale a pena se preocupar com eles.’ E ele tinha razão.” – Harry Potter e o cálice de fogo

Minerva McGonagall (mais conhecida como MELHOR PERSONAGEM DESSA SÉRIE INTEIRA), como Harry percebe logo em seus primeiros dias em Hogwarts, não é uma mulher que alguém gostaria de aborrecer. Muito rígida e fiel às regras, Minerva sempre teve o papel de dizer “não” a Harry, ou de fazer com que aquele ego enorme do tal Menino que sobreviveu se acalmasse um pouco. Estar na mesma casa da professora nunca favoreceu Harry. Não, Potter, não vou assinar seu formulário de autorização para visitar Hogsmeade. Tá escrito pai ou guardião aqui na minha testa? (Tudo bem, ela não disse isso, mas poderia).

Entretanto, Minerva sempre foi justa, nunca deu um castigo passional a ninguém, tampouco deixou de premiar quando devia. Cá pra nós, se Minerva estivesse no comando, metade das catástrofes SIMPLESMENTE NÃO TERIA ACONTECIDO (foi mal, Dumbledore, mas né…). Ela foi contra a participação de Harry no Torneio Tribruxo e totalmente contrária a deixar Harry com os tios. A palavra é SENSATEZ. No entanto, Minerva nos mostrou que nem sempre as regras estão certas. Às vezes, você precisa, sim, insurgir. Precisa fazer o que acha que é certo. Minerva, mesmo não nutrindo grande simpatia pela Adivinhação, foi a primeira a defender Trelawney das garras demoníacas de Umbridge (bate na madeira três vezes).

Na verdade, Minerva sempre esteve pronta para defender Hogwarts, seja do Ministério da Magia, ou de Voldemort. A palavra é CORAGEM. QUE MULHER, MEUS AMIGOS. Posso lhe oferecer uma pastilha para tosse, Dolores?

Minerva

“Potter, eu o ajudarei a se tornar auror nem que seja a última coisa que eu faça na vida! Nem que eu tenha de lhe dar aulas todas as noites, garantirei que você obtenha as notas exigidas!” – Harry Potter e a ordem da fênix

Em Lupin, Harry encontrou um mestre gentil e bravo. Remo nos mostrou o poder da amizade, nos fez ver que mesmo uma história de tristeza e opressão pode resultar numa vida de coragem. E quão significativo é o fato de que alguém com uma trajetória tão cheia de desesperança seja aquele que vai ensinar ao nosso herói o poder da felicidade? Lupin mostrou a Harry onde encontrar aquela memória feliz que nos faz enfrentar nossos dias mais escuros.

Lupin nos deu forças para enfrentar nossos medos, sejam eles um professor de poções bastante antiético ou seres sugadores de felicidade. Lupin confiava em seus alunos, mesmo quando eles não tinham uma reputação de muito sucesso. Lupin nos ensinou a sempre continuar lutando, mesmo quando parece não haver mais qualquer motivo para isso. Lupin, senhoras e senhores, é o mais gentil dos guerreiros.

Remo Lupin

“Pois eu pretendia chamar Neville para me ajudar na primeira etapa da operação, e tenho certeza de que ele vai fazer isso admiravelmente.” – Harry Potter e o prisioneiro de Azkaban

Agora, fala a verdade: você daria tudo para que o diretor ou a diretora da sua escola fosse como Alvo Dumbledore. Apesar de frequentemente estar em seu escritório andando de um canto a outro, Dumbledore nunca negou a ideia de confraternizar com seus queridos estudantes, sempre conhecendo seus nomes de cor. Dumbledore nos ensinou que devemos acreditar no melhor das pessoas.

Foi Dumbledore quem deu a Lupin a chance de estudar em Hogwarts, preparando tudo para recebê-lo sem arriscar a vida de ninguém. Alvo, também, convenceu Dippet a manter Hagrid em Hogwarts quando tudo indicava que o garoto era o mestre do monstro de Sonserina. Mais tarde, Dumbledore corrigiria esse erro histórico e daria a Hagrid o cargo de professor. Ele deu a Snape uma chance de redenção, quando ninguém mais daria.

Porque Dumbledore acreditava na maior magia de todas, a que sempre vence: o amor. Quando Harry precisou se tornar um tipo de professor e lutar contra a ditadura do Ministério, ele nomeou seu grupo rebelde de Armada de Dumbledore (bem, isso foi ideia de Gina) por um motivo. Com sua forma falha de amar, Dumbledore nos ensinou a seguir o caminho certo, mesmo que não seja fácil.

Dumbledore

“Bem, é evidente que ele fez um excelente trabalho com você (…) Você é por inteiro um homem de Dumbledore, não, Potter?
– Sou. Que bom que deixamos isto claro. “
Harry Potter e o enigma do príncipe

Muitos professores de Hogwarts poderiam ser citados como influenciadores na vida de seus alunos, e nas nossas. Mas falar de todos simplesmente faria esse texto ter o tamanho de Harry Potter e a ordem da fênix. O importante é dizer que, desde o primeiro livro, os mestres da escola de magia prepararam seus estudantes para os momentos mais difíceis da vida. Graças a eles Harry venceu uma guerra. Graças a eles, nós podemos vencer as nossas. E com eles, encontramos em Hogwarts, junto com Harry, um lar.

E todo Potterhead que se preza segue a vida levando consigo gentileza, coragem, sensatez, bravura e amor. As maiores magias que podemos espalhar pelo mundo.

Hogwarts sempre estará lá para nos receber em casa.

Obrigado por isso, Tia Jo. <3

Daniel Austie é, no mundo trouxa, publicitário, escritor e assistente editorial. Lufa-lufa e Pumaruna de coração, não tem o menor talento para quadribol nem poções. Mas é um transfigurador nato e excelente em Feitiços. Seu patrono é um cavalo Dun Stallion e ele não faz ideia do que isso significa. Austie gosta de suco de abóbora e não dispensa uma boa partida de xadrez de bruxo. Ao longo de sua adolescência esteve em grandes apuros, mas foi salvo por uma bruxa chamada Jo Rowling. Desde então lhe deve a vida.

A série de textos Professores de Hogwarts é parte da programação da Harry Potter Book Night de 2017, que tem como tema os mestres da escola de magia e bruxaria mais famosa do mundo. Para mais informações sobre os eventos, que ocorrerão no dia 02 de fevereiro, e ter a chance de ganhar um exemplar de Harry Potter e a pedra filosofal ilustrado por Jim Kay, clique aqui.

Série Professores de Hogwarts:
1 – Os Primeiros Professores De Hogwarts;
2 – Mcgonagall, Rainha. O Resto, Nadinha;
3 – Professora Sprout, Semeadora Do Bem;
4 – Fílio Flitwick: Professor, Campeão De Duelos, Maestro E Amigo;
5 – Severo Snape – O Mestre De Poções Que Amamos Odiar;

TAGS: escola, Hagrid, Harry Potter, Hogwarts, JK. Rowling, Lupin, Minerva, Professor, Professores de hogwarts,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *