A luz entre oceanos

Adaptação de bestseller é aposta para o Oscar 2016
27 de fevereiro de 2015


A_luz_entre_oceanos

Os atores Michael Fassbender, Rachel Weisz e Alicia Vikander estão na adaptação.

A aguardada adaptação cinematográfica de A luz entre oceanos atrai cada vez mais holofotes. O longa, previsto para este ano, já fulgura entre as apostas da imprensa internacional para o Oscar 2016. Ainda se recuperando da última edição, realizada em Los Angeles, Estados Unidos, no último domingo (23), críticos do jornal The Guardian e do portal de notícias Huffington Post, respectivamente, apontam o ator Michael Fassbender e o filme de Derek Cianfrance como fortes concorrentes à estatueta no ano que vem.

As altas expectativas se justificam: publicado em mais de 25 países, o romance de estreia da australiana M.L. Stedman conquistou a crítica especializada e o público, alcançando rapidamente os mais cobiçados rankings de venda.  No total, já foram mais de 1,75 milhão de exemplares comercializados no mundo inteiro. Com direção de Cianfrance, de Namorados para sempre, e Michael Fassbender, de 12 anos de escravidão e Shame, no elenco, a adaptação promete repetir o sucesso do livro. É o que acredita o produtor David Heyman (franquia Harry Potter), que declarou em entrevista ao Collider, em janeiro deste ano, que a ambiguidade moral de A luz entre oceanos deve surpreender e levar o público a sair do cinema questionando as escolhas feitas pelos personagens. Heyman também não poupa elogios ao diretor. Segundo o produtor, Cianfrance conseguiu criar um ambiente onde os atores se sentem seguros para explorar aspectos desafiadores.

Sobre A luz entre oceanos

Lançado pela Rocco em 2013, A luz entre oceanos narra as consequências de um naufrágio nas vidas de Tom Sherbourne, jovem faroleiro de uma ilha isolada ao oeste da costa australiana, e sua mulher, Isabel. Dentro do barco que aparece na ilha, o casal, abalado pela impossibilidade de ter filhos, encontra um homem, já morto, e um bebê, ainda vivo. O episódio desencadeia um drama moral, numa escalada de eventos com desdobramentos devastadores.

 

TAGS: A luz entre oceanos, CINEMA, M. L. Stedman,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *