Em primeira pessoa

12 Doutores, 12 contos, 12 autores

por Edmo Suassuna
15 de novembro de 2014


the_doctors_12_by_deadwade11-d6gtsq6

Os 12 doutores. [Crédito: Deadwade11]

Nasci um ano antes de Star Wars. Cresci fascinado por aquela realidade fantástica, não só pelas espadas luminosas, naves espaciais e armaduras lustrosas, mas também por tudo aquilo que não era mostrado, toda aquela galáxia que se estendia e expandia além do enquadramento das câmeras. A mesma coisa acontecia com Star Trek; a Enterprise era só mais uma das incontáveis espaçonaves da Federação que singravam o cosmos em busca de novas civilizações e desafios.

Como todo bom nerd, estou sempre à caça de novos mundos para explorar, e as menções ocasionais a um misterioso Doutor sempre me deixavam com a pulga atrás da orelha. O problema era descobrir como iniciar essa jornada, considerando que nós estávamos falando de um seriado dos anos 1960 que tinha continuado por décadas. Assim, eu nunca ia além desses indícios e dessas menções. Até que, um belo dia, uma amiga me entregou o mapa da TARDIS: o seriado tinha sido reiniciado em 2005 e estava todo disponível no Netflix! Foi aí que eu embarquei na nave que é maior por dentro e nunca mais saltei.

Portanto, descobrir o Doutor em 2012 foi como uma revelação, uma volta àquela sensação maravilhosa de ser um menino embarcando num universo inteiro, vasto, acessível e ainda desconhecido. É fácil entender o motivo do sucesso do Doutor e seus companheiros, e um prazer imenso traduzir (um) e revisar vários desses contos tão instigantes.

Doctor-Who_12-doutores-12-historias-705x1024Não é qualquer universo que pode receber 12 visitantes tão ilustres e acolher 12 interpretações tão radicalmente diferentes do mesmo herói. E não é qualquer presente que podemos oferecer no aniversário de um Senhor de Tempo de mais de mil anos (ou dois mil, é complicado contar).

Doctor Who é o fenômeno cultural britânico que conquistou o mundo e a série de ficção científica mais antiga da televisão. O programa conta as aventuras do Doutor, um alienígena de aparência humana que trafega livremente pelo tempo e espaço, sempre tentando salvar o universo, o mundo, os amigos, ou simplesmente fazer um piquenique. Fascinado pelo planeta Terra e pela humanidade, o Doutor está sempre acompanhado de um terráqueo enquanto viaja na sua nave, a TARDIS, por todos os cantos do universo e da História.

O programa foi renovado e atualizado em 2005, depois de uma pausa de nove anos, e agora, mais do que nunca, conquista fãs de todas as idades ao redor do planeta. Sob o comando de Steven Moffat, o mesmo roteirista e produtor da popular série Sherlock, a nova leva de temporadas reacendeu a “Whomania” na sua terra natal e levou o Doutor a todos os continentes. Aqui no Brasil os fã-clubes exercem forte presença online e realizam eventos e convenções. Em novembro de 2013, a exibição do episódio especial de 50 anos de série saltou de três salas no país inteiro para dezenas de cinemas e sessões por vários estados, tudo por conta da pressão dos Whovians brasileiros.

Nesses 51 anos de TV, o Doutor foi interpretado por 12 atores distintos, cada um deles uma encarnação diferente do personagem, com personalidades e trejeitos diversos. As muitas faces do Doutor e suas jornadas infinitas ofereceram aos criadores da série a liberdade de explorar não só as galáxias e profundezas do tempo, mas também temas que vão do lírico ao terror, numa verdadeira investigação do coração e da mente do ser humano.

É essa mesma liberdade de imaginação agora vemos nas mãos de 12 dos autores de ficção mais queridos da atualidade, incluindo nomes como Eoin Colfer, Derek Landy, Neil Gaiman e Holly Black. São 12 autores conquistados pelas peripécias do Doutor, alguns desde crianças, e que agora compartilham com os fãs dele e seus próprios leitores 12 visões muito particulares do personagem mais cativante deste lado da galáxia.

Edmo Suassuna é o tradutor do conto O Décimo Doutor: O Mistério da Cabana Assombrada, de Derek Landy.

Tags1: , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *