Capa do livro Entrevista com o Vampiro

Entrevista com o Vampiro

Crônicas Vampirescas

Autor: anne rice

Tradução: Clarice Lispector

Preço: R$ 29,50

312 pp. | 14x21 cm

ISBN: 85-325-0102-8

Assuntos: FICÇÃO – ROMANCE/NOVELA, FANTASIA, VAMPIROS

Selo: Rocco

COMPRE O LIVRO

" – Como aconteceu?

— Há uma resposta muito simples. Mas não acredito que queira as respostas simples. Acho que desejo contar a verdadeira história..."

E a verdade será contada. Estranha, espantosa, erótica, perversa, irresistível. Pode-se até dizer que tais adjetivos normalmente assombram o nosso imaginário a respeito de vampiros. Mas a série de "crônicas vampirescas", criada por Anne Rice, usa esse imaginário apenas como entrada de um "banquete" muito mais que meramente macabro.

Escrita em 1976, Entrevista com o vampiro inicia a série que apresentou O vampiro Lestat e A rainha dos condenados, levando os críticos à descoberta de que se trata da mais voluptuosa e sedutora história de horror do nosso tempo.

Uma história que começa com a ousadia de um jovem repórter ao entrevistar Louis de Pointe du Lac, nascido em 1766 e transformado em vampiro pelo próprio Lestat, figura apaixonante que terminará, ao longo da série, arrebatando multidões como cantor de rock.

"— Quer dizer que ele sugou o seu sangue? – perguntou o rapaz.

— Sim o vampiro sorriu. É assim que se faz."

Louis, esse vampiro que se recusa a livrar-se das características humanas e aceitar a crueldade e a frieza que marcam os vampiros, continua a contar a história desde o início:

"— Escute, mantenha os olhos abertos – murmurou Lestat, com os lábios encostados em meu pescoço.

— Lembro-me que o movimento de seus lábios arrepiou todos os cabelos de meu corpo, enviando uma corrente de sensações através de meu corpo que não me pareceu muito diferente do prazer da paixão..."

É um mundo de uma fantasia impressionante, um mundo gótico, romântico, esse criado por Anne Rice e traduzido por Clarice Lispector. O texto da autora americana não poderia ter melhor intérprete, talvez mesmo cúmplice.

Comente  
Instagram

O AUTOR

Sombrios, crueis, bebedores de sangue: os vampiros habitam o imaginário popular, conjugando fascínio e temor. Famoso por torturar seus inimigos no século XV, o príncipe da Valáquia (na Romênia) Vlad III, o Empalador, teria sido a inspiração para o personagem-título de Drácula, de Bram Stoker. O romance, de 1897, consolidou a lenda e gerou a base da moderna ficção vampiresca.

Página do autor +