Cinco momentos encantadores de Escórpio Malfoy

por Pedro Martins
29 de novembro de 2016


Diferente do pai, do avô e de provavelmente todos de sua árvore genealógica, Escórpio Malfoy é completamente adorável. Impossível não se apaixonar!

scorpio-1

Quando ele tenta flertar

O que você faz quando vê o(a) crush? No Expresso de Hogwarts, Escórpio vê Rosa Granger-Weasley e, após incontáveis tentativas fracassadas de se aproximar, uma a mais não arrancaria pedaço, certo? Errado:

“Ah, oi, Rosa, que cheiro é esse seu? Não, eu quis dizer que é bom. Você tem o cheiro de uma mistura de flores vivas e… pão fresco. Quer dizer, um lindo pão, um bom pão, um pão… O que tem de errado no pão?” – ato um, cena dez.

Se você souber o que tem de errado com pão, faça-nos um favor e diga a ele. A esperança é a última que morre, não é mesmo? “Eu a convidei. Plantei a semente. A semente que se desenvolverá em nosso futuro casamento.”

Quando ele se mostra corajoso

Ele é Escórpio Malfoy, o terceiro de seu nome!

“Fiquei muito bom em lidar com o medo. Eu sou… Escórpio, o Destemido. Eu sou… Malfoy, o despreocupado. Qual é a pior coisa que eles podem fazer? Trazer de volta Voldy Mofado e mandar que ele me torture?” – ato três, cena catorze.

Mas, mesmo com toda essa bravura, ele sabe reconhecer quando a coisa fica feia: “Só o que temos é nossa inteligência e… não, é só isso, nossa inteligência.”

Quando ele está em apuros

Evitando spoilers, direi apenas que há uma cena – muitas, vai! – em que Alvo e Escórpio estão em apuros e precisam de ajuda. Escórpio cuida da interação, obviamente:

“Oi. sr. Chefe de Estação. Sr. Trouxa. Pergunta: viu uma bruxa voadora passar por aqui?” – ato quatro, cena dois.

Menino brilhante este, não?

scorpio2

Quando ele sugere planos

Dar a volta por cima é com ele mesmo! Escórpio é um estrategista impressionante:

“Fique perto do bebê… e repita aos gritos SOCORRO. SOCORRO. SOCORRO. Quer dizer, pode traumatizar um pouquinho o bebê. Um pouco de trauma agora não é nada se comparado com o que está acontecendo.” – ato quatro, cena cinco.

Bem, ninguém pode culpá-lo por ter uma mente tão criativa.

Quando ele fica sentimental

Por último, mas não menos importante, se existe uma coisa em que Escórpio Malfoy sabe ser bom, essa coisa é ser sentimentalmente encantador:

“Tudo o que eu sempre quis foi ir para Hogwarts e ter um amigo que aprontasse comigo. Como Harry Potter. E consegui o filho dele. Isso é uma sorte louca. Você é meu melhor amigo, Alvo. E isto significa aprontar no enésimo grau.” – ato dois, cena seis.

Ele ama seu amigo. De verdade: “Se eu tivesse de escolher uma companhia para a volta às trevas eternas, seria você.”

E nós também te amamos, Escórpio! Também escolheríamos você!

Harry Potter e a Criança Amaldiçoada é a oitava história de Harry Potter e a primeira a ser oficialmente apresentada nos palcos. O livro em português com a transcrição de seu roteiro já está disponível em capa dura, brochura e versão digital na Floreio e Borrões, no Beco Diagonal.

Ou na livraria mais próxima mesmo!

pedromartinscontaaiPedro Martins, viciado em livros e filmes, descobriu a magia por meio dos escritos de J.K. Rowling aos oito anos. Essa paixão o tornou webmaster do Potterish.com e o possibilitou escrever sobre literatura para diversos portais, incluindo o britânico The Guardian. Mensalmente, ele conversa com os nossos autores e escreve a coluna Conta aí.

TAGS: Escórpio Malfoy, HP e criança amaldiçoada,

Comentários sobre "Cinco momentos encantadores de Escórpio Malfoy"

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *